MAURÍCIO DEHÒ

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O falso entregador suspeito de matar Renan Silva Loureiro durante um assalto segunda-feira (25), no Jabaquara, na zona sul de São Paulo, se entregou nesta sexta-feira (29) à Polícia Civil.

Acxel Gabriel de Holanda Peres era procurado pelas autoridades e, após se entregar, foi preso pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), na zona norte da capital.

Falso entregador suspeito de matar estudante se entrega e é preso em SP- Foto: ReproduçãoFalso entregador suspeito de matar estudante se entrega e é preso em SP- Foto: Reprodução

Segundo a Polícia Civil, o suspeito do latrocínio de Renan "foi identificado e localizado pela polícia e, após uma longa negociação, se entregou no início desta tarde".

Acxel foi levado à 1ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Roubos e Latrocínios, onde a prisão está sendo formalizada.

"A prisão do assassino do jovem Renan não devolve a vida e o convívio dele com sua família, mas que sirva como uma clara demonstração da eficiência das polícias de São Paulo. A ordem é não dar trégua ao crime. Meus sentimentos aos pais e amigos", afirmou o governador Rodrigo Garcia (PSDB), sobre a prisão.

Identificação

Ontem, policiais do Deic haviam identificado o suspeito de matar Renan Silva Loureiro durante o roubo de um celular no Jabaquara. Os investigadores confirmaram que o responsável pela morte tem antecedentes criminais. A equipe apreendeu um revólver calibre 38.

A partir de informações que relacionavam um suspeito às características do criminoso, a equipe da 1ª Delegacia Patrimônio (Investigações sobre Roubo e Latrocínio) esteve em dois endereços na Vila do Encontro, também na zona sul. Em um imóvel, os policiais encontraram o revólver, bolsa, uma jaqueta e capa de chuva, material semelhante ao utilizado pelo autor do crime, de acordo com a polícia. No outro local, estavam objetos que podem ser provenientes de roubo, principalmente cartões de memória de celulares.

Relembre o caso

Acxel, que estava disfarçado de entregador, matou Renan com um tiro na cabeça na noite desta segunda-feira (25) após assaltá-lo na região do Jabaquara, zona sul de São Paulo. O criminoso usava uma mochila de aplicativo de entrega de comida. Imagens de câmeras de segurança de casas na rua Freire Farto mostraram o momento em que o motoqueiro disparou contra o jovem de 20 anos.

O vídeo mostra o momento em que o assaltante desce da moto e anuncia o assalto, apontando uma arma na direção do casal. Após levar os celulares das vítimas, as imagens registram o momento em que Renan reage e corre em direção ao criminoso.

Segundo a Polícia Civil, o assaltante fez quatro tiros. Um deles atingiu Renan na cabeça. Em seguida, ele subiu na moto e deixou o local.

Renan foi enterrado no cemitério da Lapa, na Vila Leopoldina, na terça-feira (26).

Em entrevista ao UOL, Clarice Silva, mãe do jovem, contou que nunca imaginou perder o filho por um crime tão brutal. "Meu filho era um rapaz doce, educado, gentil. A única coisa que está me trazendo conforto é ouvir as pessoas falando dele com ternura", disse.