Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Jovem baleado volta para casa em Fortaleza

Familiares dos jovens mortos e o adolescente D. resolveram quebrar o silêncio

Jovem baleado volta para casa em Fortaleza
Jovem baleado volta para casa em Fortaleza | Diário do Nordeste
Compartilhe

Vers?es apresentadas por familiares dos dois jovens assassinados, na noite do ?ltimo domingo, no bairro da Itaoca, al?m do depoimento de um dos adolescentes feridos, apontam para uma ?nica dire??o. O alvo dos criminosos era o segundo adolescente lesionado, Paulo Rodrigues da Silva, o ?Lourinho?, 14 anos. O paradeiro dele ? ignorado.

Ana Carolina Brito Cavalcante, 17 anos; e Luciv?nio Pereira dos Santos, o ?Marronzinho?, 22 anos, assassinados; e D., Rosa da Silva, 16 anos, ferido no ombro, estariam no lugar errado na hora errada. ?Lourinho? ? conhecido na ?rea como de alta periculosidade, al?m de ter envolvimento com drogas. Seus pais tamb?m j? teriam passagens em pres?dios, por crime de tr?fico de drogas naquela comunidade.

Ontem, familiares dos jovens mortos e o adolescente D. resolveram quebrar o sil?ncio e falar sobre o epis?dio tr?gico na noite do ?ltimo domingo. A m?e de Ana Carolina, a dona-de-casa Ana Paula Brito Cavalcante, confirmou que a filha namorava com ?Lourinho? j? h? algum tempo, mas o relacionamento n?o era bem visto pela fam?lia. Ela negou que a filha fosse usu?ria de drogas.

?A gente achava melhor que ela n?o se envolvesse com o Paulo, mas a Ana Carolina insistiu no relacionamento?, afirmou Ana Paula, reiterando que a filha morreu inocente.

A dona-de-casa disse ainda que Ana Carolina era amiga de Luciv?nio, o segundo rapaz assassinado, mas n?o conhecia D., . Ela descreveu a filha como de boa ?ndole, extrovertida, vaidosa e cheia de vida.

A fam?lia de ?Marronzinho? tamb?m nega que ele tivesse envolvimento com drogas. ?Meu marido era honesto e estava trabalhando numa serigrafia. Seu v?cio era a bebida?, conta a costureira Jucilene Amorim Macedo, que viveu 11 anos com ?Marronzinho? e com quem teve um filho, hoje com oito anos. Ela relata que, no domingo ? noite, o marido foi atr?s de ?Lourinho?, na Rua Bogari, para pegar de volta sua bicicleta emprestada e acabou levando um tiro nas costas. ?Ainda pedi que ele deixasse isso para l?, pois todos aqui sabem da fama do Lourinho. ?

O estudante D. deixou ontem ? tarde o IJF-Centro, onde estava internado desde domingo. Ao chegar em casa na companhia da m?e, disse ao Di?rio do Nordeste que conhecia ?Lourinho? e a namorada, mas que, na hora do tiroteio, apenas passava pela Rua Bogari. ?N?o tenho nada a ver com drogas. Estudo e trabalho?, diz D., emocionado.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar