No último domingo (22/04), por volta das 21h, um jovem identificado como Italo Rodrigues Guedes, de 24 anos, mais conhecido como ‘espoka’, foi assassinado com dois tiros na cabeça em uma residência no bairro Juá, cidade de Floriano.

Policiais da Força Tática do 3º Batalhão da Polícia Militar foram acionados para atender a ocorrência. De acordo com testemunhas que estavam com a vítima no local, dois homens chegaram com uma arma em punho, sem capacete, mandando que todos se deitassem no local, inclusive a vítima, efetuando em seguida os dois disparos contra ele no chão, que veio a óbito no mesmo momento.

As pessoas informaram ainda que depois dos disparos, o acusado dos tiros que foi reconhecido por todos os presentes, deixou o local tranquilamente na moto junto com seu comparsa.  

O comandante do 3° Batalhão da PM de Floriano, Tenente Coronel Rubens Lopes, declarou que as características de como o mesmo aconteceu deixam evidências de tratar-se de uma execução.

“Pelo modus operandi, ou seja, pela forma de agir, a gente percebe que foi uma execução, porque outras pessoas se encontravam no local e ninguém foi ferido, também não foi subtraído nenhum objeto do interior dessa residência ou da vítima, então está descartada a questão de roubo ou latrocínio, que é o roubo seguido de morte”, explicou Rubens Lopes.