Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Jovem morreu esganada em SP

O laudo também revelou que o corpo não apresentava sinais de violência sexual

Compartilhe

A adolescente Léia Cristina da Quinta Schenkel, de 16 anos, encontrada morta em 25 de janeiro em seu apartamento em São Vicente, na Baixada Santista, morreu em consequência de esganadura, de acordo com o laudo emitido pelo Instituto Médico-Legal de Santos, também na baixada. O documento foi encaminhado no final da tarde desta segunda-feira (2) ao delegado Jorge Álvaro Cruz, do 2º Distrito Policial do município.

O laudo também revelou que o corpo não apresentava sinais de violência sexual. A jovem tinha manchas no pescoço e sinais de esganadura, agora confirmados. A hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte) foi descartada nas primeiras investigações, já que nada foi levado da residência e não foram encontrados sinais de arrombamento do imóvel.

Outro dado considerado importante apontado no laudo foi o horário presumível da morte de Léia que, segundo o IML, deve ter ocorrido entre 13h e 16h do domingo, dia 25.

Segundo o delegado, mais de uma dezena de depoimentos foram ouvidos, incluindo familiares, colegas de trabalho, o atual e o ex-namorado, além de vizinhos.

?Estamos cruzando informações e aguardando ainda o laudo pericial do local do crime, que deve ser entregue até o final da semana, para montar todo o quebra-cabeça?, revelou o delegado. O computador da jovem também foi apreendido, logo após o crime. Dezenas de fotos e algumas mensagens foram encontradas no arquivo, mas nada relevante.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar