Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Menina francesa de três anos sequestrada pela mãe reencontra o pai na Hungria

A polícia chegou a elas graças a informações transmitidas pela Interpol

Menina francesa de três anos sequestrada pela mãe reencontra o pai na Hungria
Menina reencontra pai na Hungria | Divulgação
Compartilhe

A menina francesa Elise André, que havia sido sequestrada pela própria mãe e levada à Hungria, reencontrou seu pai, Jean-Michel André, nesta terça-feira (14) e voltou para seu país.

Ela e a mãe haviam sido achadas pela polícia húngara na segunda-feira, próximo à fronteira com a Ucrânia, e levadas a Budapeste.

A polícia chegou a elas graças a informações transmitidas pela Interpol. Sua mãe está sob custódia policial.

O caso de Elise mobilizou a França nas últimas semanas.

O pai de Elise, Jean-Michel André afirmou à polícia que, em 20 de março, foi abordado por dois homens vestidos de agentes de segurança e por uma mulher com roupas pretas e peruca, enquanto voltava de bicicleta com Elise da escola. André, que foi espancado pelos homens, diz que reconheceu a mulher e que ela seria sua ex-esposa.

A mãe da menina, Irina Belenkaya, é de origem russa. Em 2007, o pai ganhou a guarda da menina por parte da Justiça francesa. Porém, Irina fugiu com a criança para a Rússia no outono do mesmo ano.

Processos judiciais foram abertos na França contra a mãe e um mandado de captura internacional foi emitido em janeiro de 2008. No entanto, a mãe obtivera um decreto pela Justiça russa que lhe garantia a guarda de Elise.

Em setembro de 2008, o pai da menina conseguiu a extradição da filha, após procedimentos internacionais de mediação familiar.

O ministério russo de Relações Exteriores informou nesta terça que vai insistir para que a mãe russa tenha garantida a custódia da menina. O ministro Sergei Lavrov disse que as autoridades húngaras agiram "rápido demais" no caso.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar