Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Motorista que agrediu pedestre é condenado a 14 anos

O advogado do acusado já entrou com recurso pedindo a constituição de um novo júri

Motorista que agrediu pedestre é condenado a 14 anos
Homem condenado a 14 anos | Globo.com
Compartilhe

Dez meses depois de agredir um pedestre com uma barra de ferro, na Tijuca, Zona Norte do Rio, Itamar Campos Paiva foi condenado a 14 anos de prisão. O julgamento, que aconteceu na quinta-feira (18) no Tribunal de Justiça do Rio, durou cerca de 10 horas e os filhos da vítima, que presenciaram a agressão, testemunharam.

O advogado do acusado, no entanto, já entrou com recurso pedindo a constituição de um novo júri, alegando problemas mentais do cliente.

Em depoimento, os dois filhos de André Luiz Lima e um amigo das crianças que os acompanhava teriam dito que Itamar avançara o sinal de trânsito enquanto eles tentavam atravessar a rua e que, irritado, André o teria xingado de palhaço.

Ainda segundo as testemunhas, foi aí que Itamar, que estava com a mulher no carro, resolveu dar ré, tentando atropelá-lo. Quando André caiu no chão, o acusado teria, então, retirado uma barra de ferro de dentro do carro e o agredido.

Abalada emocionalmente, a mulher de Itamar, que seria sua testemunha de defesa, não prestou depoimento na audiência.

Defesa quer novo julgamento

Segundo seu advogado, Mauricio Neville, Itamar sofre de um tipo de esquizofrenia e se aposentou por causa da doença em 2000. De para cá, ele foi reavaliado por médicos públicos mensalmente.

?Ele é ex-PM reformado e interditado judicialmente por conta da doença. Os jurados não podem ignorar uma prova técnica?, defende Neville, que pediu ainda a transferência do réu para um hospital psiquiátrico.

Estado de saúde da vítima

Depois de agredido, André ficou cerca de 2 meses em coma, passou por cinco cirurgias e ficou 71 dias internado.

Segundo o Hospital Pasteur, apesar de não ter tido seqüelas neurológicas, ele segue fazendo tratamento ambulatorial, de fonoaudiologia e fisioterapia, para superar um déficit motor que dificulta seus movimentos do lado esquerdo.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar