A Polícia Civil do Piauí, através da delegacia de Luís Correia, segue investigando o caso do desaparecimento do advogado Raimundo José Costa Siqueira, de 41 anos, na zona rural de Luís Correia, na divisa do Piauí com o Ceará. As investigações podem tomar novos desdobramentos com a hipótese de que ele tenha sido jogado ao mar. 

Ao Meionorte.com, o delegado de Luís Correia, Aldely Fontenele, explicou que diante da nova linha de investigação, a Capitania dos Portos do Piauí e o Corpo de Bombeiros do litoral do Piauí serão acionados até a próxima segunda-feira (25) para ajudar nas buscas.  

PI: Buscas por advogado desaparecido podem se estender ao mar, diz delegado (Foto: Redes Sociais)PI: Buscas por advogado desaparecido podem se estender ao mar, diz delegado (Foto: Redes Sociais)

“Materiais probatórios foram encontrados, apreendidos e submetidos a exames periciais. Buscas pelo causídico continuam sendo feitas e há a possibilidade delas estenderem-se pelo mar. Vou acionar até segunda ou a Polícia Civil poderá alugar uma pequena embarcação para esta diligência.”, disse.

Ainda de acordo com o delegado, várias pessoas já foram ouvidas e muitas outras ainda deverão ser ouvidas nos próximos dias. “O desaparecimento do advogado entre o litoral do Piauí e do Ceará vem sendo investigado arduamente. Nenhuma linha de investigação foi descartada e contamos com o apoio de todos para a elucidação deste caso tal complexo”, completou.

Relembre o caso

O advogado  Raimundo Siqueira está desaparecido desde o dia 6 de abril, quando estava na companhia de um policial em um veículo, modelo S10, que foi encontrado carbonizado em uma região de mata na zona rural da cidade, nas proximidades da divisa entre o Piauí e o Ceará, mas nenhum corpo foi encontrado dentro.

PI: Buscas por advogado desaparecido podem se estender ao mar, diz delegado (Foto: Reprodução/ WhatsApp)PI: Buscas por advogado desaparecido podem se estender ao mar, diz delegado (Foto: Reprodução/ WhatsApp) 

A reportagem apurou que o advogado estava no carro com o policial, trafegando em uma estrada vicinal entre o Piauí e o Ceará, quando por volta das 20 horas, eles teriam sido abordados por quatro pessoas que se diziam policiais e que estavam com armas de grosso calibre. Essas pessoas teriam mandado eles saírem do veículo e o policial que estava com o advogado, colocar sua arma no capô do carro. 

Na sequência, segundo apurou o Meionorte.com, Raimundo José Costa Siqueira teria sido baleado com pelo menos três tiros, sendo 2 no peito e 1 na cabeça, vindo à óbito e o corpo levado pelos criminosos. O policial foi alvejado na perna e conseguiu se abrigar em uma mata local, de onde pediu carona na manhã seguinte e procurou a base da Ciptur em Luís Correia, recebendo os primeiros socorros. Essa versão foi apresentada pelo policial durante seu depoimento à polícia, que segue sendo investigada.