A Polícia Civil do Piauí, através da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), abriu o inquérito policial para investigar o pai de santo ‘Pai Bruno de Ogum’, da religião de matriz africana Umbanda, que está sendo acusado de estuprar crianças e adolescentes em Teresina. 

A informação foi confirmada ao Meionorte.com pelo delegado Danilo Barroso, responsável pelas investigações. Um boletim de ocorrência do caso foi registrado após o caso vir à tona através dos próprios fiéis, que publicaram notas de repúdio nas redes sociais. 

Polícia abre inquérito contra pai de santo acusado de estuprar crianças (Foto: Reprodução)Polícia abre inquérito contra pai de santo acusado de estuprar crianças (Foto: Reprodução)

Uma pessoa criou um perfil falso e iniciou uma conversa com o acusado, que confessou ter estuprado crianças. Nas conversas, o sacerdote confessa ter abusado de vários meninos e chega a mandar foto de uma das vítimas. ‘Pai Bruno de Ogum’ atua no Templo Espírita de Umbanda São Jorge Guerreiro Cabana Nego Gerson, localizado na Vila Dagmar Mazza, na zona Sul de Teresina. 

O Templo Espírita de Umbanda São Jorge Guerreiro Cabana Nego Gerson emitiu uma nota de repúdio após o caso.

“Nós, membros e frequentadores da Cabana Nego Gerson, vem a público, por meio desta nota, manifestar indignação e repúdio a qualquer conduta inapropriada que envolva assédios, abusos ou violência sexual de qualquer natureza.

Desta forma, reafirmamos com veemência, de que não compactuamos com qualquer ato de cunho criminoso associados ao nosso terreiro, pois isso contraria os princípios morais e éticos de nossa crença e seus adeptos”.