Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Polícia apreende frascos de remédio para dopar crianças com coronel

O flagrante foi feito por policiais do 22º BPM (Benfica)

Polícia apreende frascos de remédio para dopar crianças com coronel
sdsd | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

Um coronel reformado da Polícia Militar foi preso, na madrugada deste domingo, com uma criança de 2 anos do sexo feminino que estava completamente nua dentro do seu veículo. O flagrante foi feito por policiais do 22º BPM (Benfica), na Rua Barreiros, em Ramos, na Zona Norte do Rio. 

" Essa não foi a primeira vez em que ele apareceu com uma criança por aqui, ele se assustou quando a atendente viu a menina, nua e virada para ele, mas continuou ali. Pegou o lanche, desligou os faróis e ficou no estacionamento por volta de 20 minutos. A atendente ficou assustada com a situação e comentou com uma cliente, que ligou para a polícia. Em pouco tempo, os policiais apareceram por aqui", revelou a testemunha.

Ainda segundo o relato, o acusado se assustou ao ver a sirene acesa e tentou sair pelo outro lado, mas foi denunciado pelos cerca de 15 clientes que estavam no local: "Ele, que nem chegou a sair do carro, ficou muito assustado ao ser reconhecido", acrescentou a testemunha.

A polícia aprendeu no carro do suspeito três frascos de remédios que podem servir para dopar crianças. De acordo com os policiais, a criança foi levada até ele por uma vizinha, Thuanne Pimenta dos Santos, de 23 anos. Em depoimento prestado na Central de Garantias da Polícia Civil, ela afirmou que foi até o encontro do homem para receber o dinheiro de uma faxina que ela havia feito. 

Pedro Chavarry Duarte, de 62 anos (Crédito: Reprodução)
Pedro Chavarry Duarte, de 62 anos (Crédito: Reprodução)


Thuanne, ainda em depoimento, afirmou que pegou a criança com o pai para fazer um cadastro que garantiria uma vaga para tirar fotos com Papai Noel de um shopping em dezembro. No entanto, segundo disse à polícia, ela deixou a criança com o coronel da PM porque havia esquecido o celular em casa. Quando voltou, o crime já havia acontecido.

No registro de ocorrência feito, o coronel foi definido como o autor do fato. Thuanne e a irmã, que também foi ouvida pela polícia, aparecem como “envolvidas”.

Pedro Chavarry Duarte, de 62 anos, é presidente da Caixa Beneficente da Polícia Militar do Rio de Janeiro desde 2010. Na década de 1990, o então capitão Chavarry foi investigado por envolvimento com o jogo do bicho e receber propina do contraventor Castor de Andrade. Ele ingressou na corporação aos 19 anos. Formado em Direito, Chaverry passou pelo gabinete de quatro comandantes-gerais, relações-públicas da PM e membro da mesa diretora da irmandade de Nossa Senhora das Doras da PM. Em 2014, ele foi candidato a deputado federal pelo Rio, pelo Partido Social Liberal, mas não foi eleito.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar