mais

Polícia Civil indicia Marcos Vitor pelo estupro de duas irmãs e prima

A defesa de Marcos Vitor ainda não entrou em contato com a delegacia desde o momento em que sua prisão foi decretada.

A delegada Camila Miranda, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), concluiu o inquérito indiciando o estudante de medicina, Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira, pelo crime de estupro de vulnerável contra as duas irmãs de três e nove anos e a prima de 12 anos.

De acordo com a delegada, a defesa de Marcos Vitor ainda não entrou em contato com a delegacia desde o momento em que sua prisão foi decretada, por conta disso, o acusado continua foragido.

Com o inquérito finalizado, os autos serão encaminhados para o Ministério Público, para que uma ação penal seja proposta contra o suspeito.

Polícia Civil realiza buscas

o delegado-geral da Polícia Civil do Piauí Luccy Keiko, afirmou que desde o momento em que o mandado de prisão foi expedido contra o suspeito, a central de inteligência da Polícia Civil foi acionada: “Nosso objetivo é dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva que foi expedida em desfavor do acusado. Ele não está sendo encontrado. Hoje podemos dizer que ele se encontra em local incerto. O que posso perceber é que desde o inicio da investigação não teve boa-fé por parte dele, pois não compareceu na delegacia para prestar informações, chegou a agendar depoimentos e não compareceu, os endereços que ele forneceu sequer foram encontrados, então não restou outra alternativa se não requerer a prisão preventiva dele, o que foi acatado pelo excelentíssimo juiz da Central de Inquéritos e agora é prendê-lo. Acredito que a defesa não vai estimulá-lo a continuar fugindo e se escondendo”, declarou o delegado geral Luccy Keiko.

Marcos Vitor é indiciado por três crimes de estupro  - Foto: Arquivo PessoalMarcos Vitor é indiciado por três crimes de estupro  - Foto: Arquivo Pessoal

Polícia Federal é acionada

A Polícia Federal esclareceu que está prestando o devido apoio à Polícia Civil no cumprimento do mandado de prisão preventiva e todas as unidades da PF nas fronteiras aéreas e terrestres foram comunicadas e encontram-se em alerta.

A respeito do caso do estudante de medicina suspeito de abusar sexualmente de quatro crianças, atualmente foragido da Justiça, a Polícia Federal esclarece que está prestando o devido apoio à Polícia Civil no cumprimento do mandado de prisão preventiva que se encontra em aberto.

A Polícia Federal foi acionada em virtude da possibilidade de tentativa de fuga do suspeito para o exterior. Todas as unidades da PF nas fronteiras aéreas e terrestres foram comunicadas e encontram-se em alerta.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail