Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Polícia percorre em Alagoas trajeto feito por jovem achada morta em PE

Delegado busca comprovar a participação de outras pessoas no crime.

Compartilhe

Uma equipe da Polícia Civil de Pernambuco está em Arapiraca, município do interior de Alagoas, localizado a 128 km da capital, para refazer o trajeto da jovem Camila Silva Madruga, 20, que foi encontrada morta com um tiro na cabeça, na tarde da sexta-feira (22), na zona rural do município pernambucano de Cachoeirinha, horas após ela ter sido sequestrada da cidade onde ela vivia com a família no Agreste alagoano.


Polícia percorre em Alagoas trajeto feito por jovem achada morta em PE

Com a investigação a cargo do delegado da Polícia Civil de Pernambuco, José Luzia Correia Filho, a equipe que chegou em Arapiraca na manhã da segunda-feira (25) já ouviu os depoimentos do pai e da secretária que trabalha na casa onde a jovem vivia.

?Além deles, foi ouvida uma testemunha chave que teve contato com a vítima e que não pode ter o nome revelado. A investigação prossegue na mesma linha, não há dúvidas da participação do ex-esposo da vítima Shedrick Madruga no crime. No entanto, o que queremos provar, diante das inúmeras suspeitas, é que houve a participação de ao menos uma outra pessoa no sequestro seguido de morte?, expôs o delegado.

Durante o trabalho de investigação, que prossegue até está terça-feira (26), a equipe do delegado ainda vai ouvir o depoimento de uma amiga da jovem e buscar imagens de circuitos de segurança de alguns pontos que a vítima passou no dia do sequestro.

?Já temos umas imagens de um posto de combustíveis e estamos atrás de outras. A equipe tem autorização para trabalhar em Alagoas até está terça-feira. Caso seja preciso estender as diligências, teremos que pedir a prorrogação do tempo de permanência no estado?, disse o titular da Delegacia da Polícia Civil em Cachoeirinha, município onde o corpo de Camila foi abandonado.

Suspeito

O ex-marido de Camila Madruga, Shedrick Madruga, 28, foi encontrado morto com um tiro na cabeça na tarde da sexta-feira (22). Agora, as polícias dos dois estados investigam se o ex-marido da jovem teria a matado e cometido suicídio em seguida.

De acordo com o delegado, Madruga teria deixado uma carta onde revela que não aguentava a separação e pedia desculpas para a família. Na carta, ele diz que seria difícil atirar em alguém que se ama. Ele também afirma que ninguém poderia julgá-lo pelo que estava por vir. Madruga foi encontrado morto na casa onde morava com a família, no estado do Rio Grande do Norte

?Ele [o ex-marido] foi encontrado em casa com um tiro no ouvido. Acabamos de receber a carta onde ele diz que não suportava ficar longe da ex-mulher, o que leva a entender que ele teria cometido o crime. Como ele foi encontrado com um tiro no ouvido, concluímos ele cometeu suicídio?, afirma o delegado.

Correia Filho disse que ouviu o depoimento da avó de Madruga, para quem ele teria dito que cometeria o crime. "Ela contou que, um dia antes, ele disse que ia matar a Camila e depois iria se matar, mas a avó dele não acreditou. Ela está bastante abalada com tudo o que aconteceu", afirma.

Ainda segundo o delegado, após ler a carta, a família do Shedrick ligou para a família de Camila para dizer que ele havia feito uma ?besteira?. ?Tivemos a informação que ele não teria aceitado o fim do relacionamento e praticamente descartamos o sequestro. Queremos saber como Camila foi parar em Pernambuco. Estamos trabalhando com a linha de crime passional, mas queremos saber se há uma terceira pessoa envolvida?, afirma.

Sequestro

Camila desapareceu na manhã de quinta (20) e os familiares já haviam prestado queixa na Delegacia Regional de Arapiraca quando souberam do corpo de uma jovem com um tiro na cabeça. A família seguiu para a cidade de Cachoeirinha, em Pernambuco, e reconheceu o corpo, que estava em uma estrada vicinal daquela região.

O veículo de Camila, um Fox de cor branca, o qual ela dirigia quando saiu de casa, não foi encontrado. O celular dela foi achado em uma rodovia no estado de Pernambuco. Depois de ter sido liberado do Instituto Médico Legal (IML) de Caruaru (PE), o corpo foi velado no cemitério São Francisco, em Arapiraca. O enterro aconteceu no cemitério Canafístula de Frei Damião, em Palmeira dos Índios.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar