A primeira audiência de instrução e julgamento  do tenente aposentado da Polícia Militar, Pedro José de Oliveira, 65 anos, principal suspeito de ter matado a ex-esposa Marilena Pereira da Rocha, acontece na quinta-feira (26)  na 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri. O crime de feminicídio aconteceu no mês de janeiro deste ano, no bairro Mocambinho. 

 Pedro José de Oliveira, 65 anos, vai a júri popular acusado do crime de feminicídio  Pedro José de Oliveira, 65 anos, vai a júri popular acusado do crime de feminicídio 

Marilena Pereira da Rocha foi atingida por quatro disparos de arma de fogo. O suspeito, que estava em carro modelo Ecosport de cor branca,  teria derrubado a vítima, que seguia na Avenida Freitas Neto de bicicleta e efetuado os disparos. Imagens de câmeras de segurança mostram o suspeito rodando a casa da vítima um dia antes do crime. O casal estava separado há mais de 15 anos. 

Câmeras de segurança registraram o suspeito rondando a casa da vítima um dia antes do crime Câmeras de segurança registraram o suspeito rondando a casa da vítima um dia antes do crime 

 Pedro José de Oliveira foi preso em flagrante e segue em presídio Militar, o que é duramente questionado pela família da vítima. “Queremos que ele seja exonerado e expulso da corporação para que seja transferido para uma cadeia comum, onde é o local dele”, desabafa uma das filha de Marilena, que prefere não ter o nome divulgado.