A Polícia Civil do Piauí deflagrou na manhã desta quinta-feira, 21 de julho, a ‘Operação Paiol’, que foi realizada com objetivo de dar cumprimento a mandados de prisão e busca e apreensão contra o comércio ilegal de arma de fogo na cidade de São Raimundo Nonato, Anísio de Abreu e Jurema, na região Sul do Piauí.

Em entrevista ao meionorte.com, o delegado Felipe Bonavides, que presidiu as investigações, informou que a operação foi deflagrada com o objetivo de dar cumprimento a três mandados de prisão. 

“Foram cumpridos três mandados de prisão preventiva, sendo que dois foram bem sucedidos e 12 mandados de busca. Três pessoas foram autuadas em flagrante, todas com armas”, declarou.

Armas apreendidas durante operação da Polícia Civil do Piauí - Foto: DivulgaçãoArmas apreendidas durante operação da Polícia Civil do Piauí - Foto: Divulgação

Entre os presos, está um policial militar identificado como Cleiton Alves Landim. “Ele já tinha sido denunciado antes pelo mesmo crime, de tráfico ilícito de arma de fogo", informou.

Na operação, foram apreendidas dez armas de fogo, sendo três revólveres calibre 38 e sete espingardas calibre 22,32 e 38, e mais de 500 munições. 

De acordo com o delegado geral Luccy Keiko, a operação serve para evitar potenciais crimes violentos. “Armas de fogos irregulares apreendidas são potenciais crimes violentos que estão sendo evitados, como roubos, homicídios. O próprio policial já responde a uma ação penal dessa natureza e aí novamente ele foi pego. Acredito que o delegado quando concluir o inquérito deve remeter à Corregedoria da Polícia Militar para as providências cabíveis”, declarou.

Todos os presos foram encaminhados para a sede da Delegacia Regional de São Raimundo Nonato.