Um vigia escolar identificado como Denílson Gomes Cardoso, de 36 anos, foi executado a tiros nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (09), nas proximidades do assentamento São Jerônimo, zona rural do município de Cocal, no Norte do Piauí.

Em entrevista ao Meionorte.com, o agente de polícia civil Walter Brune, da delegacia de Cocal, explicou que a vítima saía do trabalho de moto e ia para casa, quando dois elementos o perseguiram e o interceptaram no trajeto, sendo morto com vários tiros. A motivação ainda é desconhecida.

Vigia escolar é executado a tiros ao voltar do trabalho para casa em Cocal (Foto: Blog do Coveiro/ Reprodução)Vigia escolar é executado a tiros ao voltar do trabalho para casa em Cocal (Foto: Blog do Coveiro/ Reprodução) 

“Ele saía do trabalho de moto, ia para casa e dois elementos passaram na casa dele antes. Viram ele no caminho e o executaram. Ele é vigia escolar, mas também trabalho como músico nas horas vagas. Em relação à motivação, ainda estamos levantando, mas ficou claro que foi uma execução”, pontuou.

O local foi isolado e o Institutos de Criminalística e Médico Legal (IML) foram acionados para os primeiros procedimentos. Segundo o policial civil, os tiros atingiram as costas e a cabeça da vítima, mas só a perícia irá precisar a quantidade de disparos em que a vítima foi alvejada. 

A Polícia Civil segue em diligências e investigará o caso.