Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

CCJ do Senado aprova prorrogação da CPMF até 2011

CCJ do Senado aprova prorrogação da CPMF até 2011

CCJ do Senado aprova prorrogação da CPMF até 2011
| Divulgação
Compartilhe
Google Whatsapp

A Comiss?o de Constitui??o e Justi?a (CCJ) do Senado aprovou nesta ter?a-feira (13) o parecer substitutivo do l?der do governo, Romero Juc? (PMDB-RR), que defende a prorroga??o da cobran?a da CPMF (Contribui??o Provis?ria sobre Movimenta??o Financeira) e da DRU (Desvincula??o das Receitas da Uni?o) at? 2011. O placar foi 12 a 9 para o governo. O senador Jefferson P?res (PDT-AM) se absteve de votar.

Minutos antes, os integrantes da CCJ rejeitaram o relat?rio de K?tia Abreu (DEM-TO), que pedia a extin??o do "imposto do cheque", tamb?m por 12 votos contra 9.

O texto foi aprovado depois que o Pal?cio do Planalto autorizou a negocia??o de um redutor da al?quota da CPMF, hoje fixada em 0,38% das movimenta?es financeiras. Pela proposta apresentada aos senadores da base aliada, a CPMF ter? al?quota de 0,36% em 2008, e chegar? a 0,30% das movimenta?es financeiras em 2011.

O impacto na receita da Uni?o at? 2011 chegar? a R$ 20 bilh?es, segundo estimativa do ministro da Fazenda, Guido Mantega.

O ministro Mantega tamb?m disse que a proposta engloba a isen??o do tributo para todos os trabalhadores formais que recebam at? R$ 2,8 mil por m?s. Os valores da CPMF, neste caso, ser?o abatidos do que ? pago mensalmente ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A proposta anterior, que contemplava isen??o at? R$ 4.340 por m?s, n?o ? mais v?lida.

Os votos decisivos para a vit?ria do governo sa?ram do PMDB e do PDT. Considerados votos imprevis?veis, os senadores Jefferson P?res (PDT-AM) e Valter Pereira (PMDB-MS) apoiaram o texto elaborado no Pal?cio do Planalto, com o apoio da equipe econ?mica. Pedro Simon (PMDB-RS), que votaria contra, foi substitu?do na ?ltima hora pelo l?der do PMDB, Valdir Raupp (RO), que votou favoravelmente ? mat?ria.

Pr?-vota??o

Antes do in?cio da vota??o, a l?der do bloco de apoio do governo no Senado, Ideli Salvatti (PT-SC), fez a leitura de reportagens de jornais, em que o ex-ministro da Sa?de, Adib Jatene, que comandou a pasta na gest?o do tucano Fernando Henrique Cardoso, e a presidente da Pastoral da Crian?a, Zilda Arns, defendem a prorroga??o da CPMF. "Depois dessa leitura, nada que eu diga aqui seria ?til para este debate", concluiu.

Apesar do voto contr?rio anunciado por Pedro Simon e da abten??o de Jefferson P?res, o l?der do governo no Senado, Romero Juc?, avalia que, at? a vota??o em plen?rio, ? poss?vel que ambos votem a favor do governo. "Tem muito tempo ainda. Vamos conversar. L? no plen?rio, ? outra hist?ria", disse.

O tucano M?rio Souto (PSDB-PA) tamb?m saiu em defesa do relat?rio de K?tia Abreu. "Aqui [na CCJ] vai ser 12 a 9, mas l? no plen?rio vai ser diferente. N?o saia com a cabe?a baixa, senadora", disse o senador, referindo-se ? relatora da CPMF, K?tia Abreu, que pediu a extin??o do tributo.

Pr?ximos Passos

O relat?rio de Juc? segue agora ao plen?rio. Parlamentares de oposi??o ? e alguns da pr?pria base aliada, como Cristovam Buarque (PDT-DF) - devem apresentar as chamadas emendas de plen?rio, mecanismo que provoca nova discuss?o na CCJ.

Como o texto governista foi vitorioso, o l?der Romero Juc? ser? o relator da mat?ria. Ele j? antecipou que n?o dever? utilizar integralmente o prazo de 30 dias para aprecia??o das emendas.

A oposi??o avalia que, mesmo com a vit?ria na CCJ, o governo enfrentar? dificuldades para aprovar a mat?ria no plen?rio. Para o l?der do Democratas, Jos? Agripino (RN), os votos de Pedro Simon (PMDB-RS) e de Jefferson P?res (PDT-AM) podem se reverter contra o governo na vota??o definitiva da proposta. "A situa??o do governo no plen?rio, hoje, ? ruim", avalia.

Com o prazo reduzido, o governo pretende votar a prorroga??o da CPMF, em primeiro turno, no come?o de dezembro. S?o necess?rios 49 dos 81 votos de plen?rio ? aprova??o da Proposta de Emenda Constitucional (PEC).

Para que a cobran?a da CPMF n?o seja interrompida, o Planalto deve conquistar a aprova??o da prorroga??o do tributo antes de 31 de dezembro. Caso cont


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar