Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Derrubada de veto a projeto de royalties será votado próxima terça-feira

Segundo o deputado federal Jesus Rodrigues, a bancada piauiense votará unânime pela divisão da riqueza

Derrubada de veto a projeto de royalties será votado próxima terça-feira
O deputado Jesus Rodrigues | Andrê Nascimento
Compartilhe

Nesta terça-feira deve ser votado no congresso a derrubada dos vetos da presidente Dilma ao projeto de divisão igualitária dos royalties do petróleo da camada do pré-sal. Segundo o deputado federal Jesus Rodrigues, a bancada piauiense votará unânime pela divisão.

A votação não ocorreu no ano passado por decisão do ministro do STF, Luíz Fux, de que o veto dos royalties só poderia ser apreciado depois que todos os outros vetos pendentes no senado fossem analisados, em ordem cronológica. "O que eu considerei um absurdo, que o pleno do legislativo país decida pela apreciação de um veto, e um único ministro decida que isto está errado", comentou Jesus Rodrigues.

Para o deputado, a matéria é prioritária, mais ainda que o Orçamento, mas que este também deve ser votado ainda na mesma semana. "É outra prioridade", disse.

Jesus Rodrigues é um dos defensores do investimento de 100% dos recursos provenientes do petróleo para a educação. Para ele, se o dinheiro for apenas distribuído, para ser usado de forma dispersa pelos municípios, não será construída nada nem em educação, nem em nenhuma área, "Se fizermos isso, daqui há 20 anos, quando perguntarem com o que gastamos essa riqueza, diremos que gastamos como uma pepita de ouro, que não se sabe o que fazer e vai embora", disse.

"Para que tenha uma repercussão definitiva, tem que ser colocado na educação. Se for, daqui há 20 anos, teremos uma sociedade muito diferente do que temos hoje, muito melhor", disse o deputado. Entretanto, ele não acredita que isso aconteça com o recurso todo, mas trabalha para que pelo menos a maior parte, algo em torno de 70%, seja destinado para educação, e o restante para duas outras áreas.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar