Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Candidata do PT em Curralinho (PA) é morta a facadas pelo ex-marido

Ele não teria aceitado a separação, ocorrida há três anos. Leila Arruda foi assassinada a pauladas e a facadas na porta de casa

Compartilhe

Fundadora e militante do Movimento de Mulheres Empreendedoras da Amazônia (Moema) e candidata do PT à Prefeitura de Curralinho, no Pará, nas eleições de 2020, Leila Arruda foi vítima de feminicídio na quinta-feira (19/11), em Belém. Informações apontam que o autor do crime foi o ex-esposo, Boaventura Dias, conhecido como “Boa”. Boa não teria aceitado a separação dos dois, ocorrida há três anos. Leila foi assassinada a pauladas e a facadas na porta de casa.

Leila Arruda foi assinada em Belém

A Secretaria Nacional de Mulheres do PT e a direção nacional do partido se manifestaram por nota, prestando solidariedade aos amigos e familiares de Leila e cobrando justiça. “O crime aconteceu em Belém, na porta de sua casa, o que demonstra que não há espaços seguros para nós mulheres. Repudiamos todo e qualquer ato de violência contra as mulheres e exigimos imediatas providências”, diz trecho da nota.

“[Leila] foi candidata a prefeita do município de Curralinho/PA, neste pleito, alcançando a terceira posição com mais de 16% dos votos, o que demonstra sua importância e expressão política na cidade”, destacam.

Correligionários e lideranças políticas locais lamentaram o episódio. “Acabei de saber que nossa companheira Leila Arruda foi assassinada brutalmente pelo ex-marido. Leila era uma mulher negra, foi candidata a prefeita de Curralinho e obteve 16% do pleito eleitoral nessas eleições. Não consigo nem descrever o que sinto ao receber essa notícia”, escreveu a vereadora eleita Beatriz Caminha (PT), de Belém, no Twitter.

Candidata disputou pleito de 2020

“Agora à noite tive a infeliz notícia que Leila Arruda, candidata a prefeita de Curralinho, foi brutalmente assassinada. Mais uma vítima de feminicídio! Nós, mulheres negras, somos as maiores vítimas da violência machista e misógina”, tuitou Vivi Reis (PSol), vereadora mais votada de Belém no domingo.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar