mais

Conheça planos dos candidatos a prefeito de São Luís para a Educação

Políticos descreveram os projetos que prometem implantar na cidade se forem eleitos. Veja o resumo de cada um e acesse o plano completo.

Conheça is principais pontos das propostas de governo dos 11 candidatos à Prefeitura de São Luís (MA) nas eleições de 2020. Os candidatos foram organizados em ordem alfabética a partir do nome de urna. Veja abaixo.

Candidatos a prefeito de Sao LuisCandidatos a prefeito de Sao Luis

Bira do Pindaré (PSB)

Resumo:  Em seu plano de governo chamado de 'São Luís mais humana, bela e justa', Bira do Pindaré estabelece os seguintes compromissos com a educação: expandir a oferta de educação integral na rede municipal de ensino; garantir as condições para ampliação e diversificação das oportunidades educacionais dos estudantes das escolas públicas municipais; ampliar a oferta de vagas em creches e pré-escolas na rede pública; introduzir a formação do segundo-idioma em todas as fases do itinerário escolar; garantir merenda escolar de qualidade na rede municipal.

Além disso, pretende realizar campanha de alfabetização para jovens e adultos; garantir a alfabetização na idade certa; elevar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB); implantar Sistema de Acompanhamento e Monitoramento do Desempenho Educativo; garantir o acesso à internet de qualidade nas escolas públicas municipais da área urbana e rural; melhorar o transporte escolar dos estudantes das zonas rural e urbana; realizar a conferência municipal para discutir o Plano Municipal da Educação para o quadriênio.

Carlos Madeira (Solidariedade)

Resumo: Em seu plano de governo, Carlos Madeira estabelece propostas que visam a criação de creches e escolas em tempo integral; fortalecimento de parcerias com as escolas e creches comunitárias; criação de uma escola militar, uma escola técnica municipal e a aplicação de 70% do Fundeb para valorização e qualificação dos professores; ampliação do número de vagas para acesso à educação fundamental; realização de concurso público para professores da rede municipal de ensino; implementar políticas de premiação para gestores e professores que apresentarem resultados positivos; fomentar a discussão e atualização das propostas pedagógicas de forma autônoma pela comunidade escolar

Duarte Júnior (Republicanos)

Resumo: Em seu plano de governo, Duarte Júnior defende investir no atendimento e acompanhamento especializado para o fomento e a manutenção das creches e escolas comunitárias; reformar e garantir estruturas dignas em todas as escolas públicas de São Luís; em parceria com a iniciativa privada, garantir internet gratuita nas escolas públicas de São Luís; garantir a gratuidade do transporte públicos aos estudantes de escola pública municipal; expansão de vagas de creche, viabilizando formatos de parceria com a iniciativa privada, associações, entidades sem fins lucrativos e igrejas; garantir qualidade de ensino pedagógico, para atingir a alfabetização na idade certa e melhoria de notas nos exames nacionais e estaduais; escola municipal em tempo integral na estrutura do Estádio Castelão; implementar o PROUNI Municipal

Eduardo Braide (Podemos)

Resumo: Em seu projeto de governo, Eduardo Braide afirma que pretende criar o programa Escola Nova, que visa recuperar e ampliar a rede escolar municipal; construir Creches de Tempo Integral em parceria com o governo federal; criar a Secretaria Adjunta para Assuntos Comunitários, para orientar e facilitar a parceria com escolas comunitárias; implantar o programa Saúde na Escola; implantar os Conselhos Escolares de Políticas sobre Drogas; buscar parcerias com as entidades representativas de crianças com deficiência.

Além disso, pretende implantar um Núcleo de Apoio Psicossocial e Pedagógico na voltado para as famílias de alunos com deficiência; criar o Programa Escola Conectada, informatizando toda a rede municipal de ensino com internet; implantar Escolas Municipais de Tempo Integral; ampliar e qualificar a oferta para Educação de Jovens e Adultos; e criar o programa Escola Aberta, para disponibilizar os espaços da escola nos fins de semana, feriados e horários livres para realização de atividades esportivas.

Franklin Douglas (PSOL)

Resumo: Em seu projeto de governo denominado 'São Luís pra Maioria', Franklin Douglas afirma que vai reformar as 268 escolas municiais; garantir a reposição de 32,15% das perdas salariais dos professores, cumprindo a Lei do Piso; garantir 30% de recursos para investimento para em Educação; desenvolver a educação laica, plural, crítica e socialmente referenciada; combater o projeto ‘’Escola sem partido’’; Concurso público para a Educação como política permanente e rotineira; cobertura de 100% da cidade com o Programa Saúde da Família; dar autonomia aos Conselhos do FUNDEB, mediante plano financeiro; melhorar as condições de ensino e aprendizagem, limitando as turmas a 35 alunos; tornar automática as progressões dos professores, sem dependência da assinatura do Prefeito.

Hertz Dias (PSTU)

Resumo: Em seu plano de governo, Hertz Dias afirma que tem como objetivo vagas para todas as crianças e adolescentes nas creches e escolas; garantir um máximo de vinte e cinco alunos por sala de aula; merenda escolar para todos os estudantes das escolas públicas, inclusive do ensino médio; incorporação da remuneração das horas de trabalho fora das salas de aula na jornada de trabalho; convocação de todos os trabalhadores aprovados em concurso público; universalização do atendimento em creches e pré-escolas.

Além disso, defende a educação em período realmente integral, com as aulas regulares integradas às aulas de reforço; criação e ampliação dos espaços de esportes e cultura; eleição direta para os cargos de direção, assistente de direção, orientador educacional e orientador pedagógico pela própria comunidade; por mais verbas dos governos estadual e federal necessárias para a manutenção e ampliação das unidades escolares.

Jeisael Marx (REDE)

Resumo: Em seu plano de governo, Jeisael Marx afirma que as prioridades de sua gestão na educação são o aumento da oferta de vagas com a construção de novas escolas; implantação de Calendário Escolar Único; capacitação de Professores; programa Cuidando na Idade Certa; construção de creches; parceria com creches comunitárias; desburocratizar processos para Escolas Comunitárias; programa mais tempo na escola; a ampliação do atendimento às crianças com transtorno do neurodesenvolvimento.

Além disso, pretende incentivar e melhorar as condições de trabalho e a atuação dos professores e demais profissionais da rede municipal; ampliar a quantidade de escolas de tempo integral; instituir o atendimento de tempo integral nas creches; diminuir paulatinamente a quantidade excessiva de anexos escolares; instituir programas preventivos de segurança nas escolas e creches; incentivar jogos digitais na escola como prática educativa; ampliar projetos de Justiça Restaurativa nas escolas municipais.

Neto Evangelista (DEM)

Resumo: Em seu plano de governo, Neto Evangelista defende criar o programa Escola do Futuro, para garantir, ao longo do mandato, internet e equipamentos de informática para alunos, professores e escolas; buscar soluções de inovação, tecnologia e medidas de segurança para proteger nossas crianças, professores e garantir o futuro da nossa cidade; Perseguir as metas da Prova Brasil, promover a formação continuada e a valorização docente, bem como oferecer oportunidades de melhoria do desempenho dos alunos será o futuro da política educacional de São Luís; projeto "Escola que Acolhe", um programa de qualidade da infraestrutura básica e avançada das nossas escolas, que viabilizará a reformar e adequação da infraestrutura física de todas as escolas da rede municipal, eliminando anexos e espaços precários.

Rubens Pereira Jr. (PCdoB)

Resumo: Em seu plano de governo, Rubens Pereira Jr. propõe implantar o Programa Escola Digna São Luís, com a reforma das Unidades de Ensino da Rede Pública Municipal e com a construção de novas escolas; promover a valorização de todos os trabalhadores da educação da Rede Municipal, com a implementação de Política de Formação Continuada do município; implantar escolas com jornada ampliada; instituir o Programa Educa Mais Municipal, com a definição de matriz curricular e marcos legais a partir de procedimentos participativos.

Além disso, quer promover o Programa Mais IDEB Municipal para premiar estudantes, professores, técnicos, diretores e as próprias instituições da educação municipal; Instituir o Programa Escola Digna Comunitária com o objetivo de prestar assistência técnica às escolas conveniadas para promoção da aprendizagem e alfabetização; Fortalecer a Segurança Alimentar nas escolas em articulação com a Agricultura Familia.

Silvio Antônio (PRTB)

Resumo: Em seu plano de governo, Silvio Antônio pontuou suas propostas para a educação, ampliar oferta de creches e pré-escolas da Rede Pública Municipal em tempo integral; criar creches no turno da noite para crianças da educação infantil, que funcionará das 18h às 22h; instituir o Programa de Financiamento da Edicação Infantil (Proei); estabelecer o Pacto Pró-Infância em toda cidade, em que nenhuma criança, a partir dos 4 anos, ficará fora da escola; iniciar uma Campanha de Alfabetização.

Além disso, pretende investir na formação continuada de alfabetizadores que atendam aos alunos dentro dos ciclos de aprendizagem; implantar um programa de correção de fluxo que as crianças realmente concluam o ensino fundamental com 14 anos de idade e nove anos de estudo; instituir o primeiro Centro de Referência para o Desenvolvimento de Crianças Autistas; criar o Centro de Formação Docente; instituir o projeto de Gestão Democrática para gestores, visando um processo democrático, meritocrático e participativo; Fornecer Merenda Escolar com alimentação saudável e de qualidade.

Yglésio Moyses (PROS)

Resumo: Em seu plano de governo, Yglésio Moyses estabelece propostas quem incluem universalizar a matrícula infantil; ampliar rede física para universalizar o acesso; jornadas de 4h/dia (meio período) e 7h/dia (tempo integral); até dois anos de idade: garantir percentual mínimo de atendimento em tempo integral; universalizar ensino fundamental para 6-14 anos de idade; alfabetização de todas as crianças até 2º ano fundamental; universalização de matrícula para 4-17 anos de idade com deficiência; elevar taxa de matrícula nas faixas etárias da rede até 2024; oferecer tempo integral em mínimo 50% das escolas para atender mínimo de 25% dos alunos; elevar progressivamente média do IDEB; 100% matrícula para 15 anos de idade até 2024; reduzir evasão escolar.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail