O senador José Serra (PSDB-SP) anunciou nesta terça-feira (4) apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no 2º turno. Os dois foram rivais na eleição de 2002, quando o petista foi eleito presidente pela primeira vez.

Clique aqui e veja o resultado das eleições 2022

Lula vai disputar o 2º turno contra o presidente Jair Bolsonaro (PL). No 1º turno, ele recebeu 57,2 milhões de votos (48,4% dos votos válidos), e Bolsonaro, 51,07 milhões (43,2%).

Serra também declarou apoio a Tarcísio de Freitas (Republicanos) na disputa ao governo de São Paulo. Tarcísio é o candidato de Bolsonaro, e disputa o segundo turno contra Fernando Haddad (PT).

"Não vou me alongar sobre o tema. Diante das alternativas postas, votarei em Lula. E, pela mesma razão, em São Paulo, meu voto será em Tarcísio de Freitas", escreveu o senador em nota.

Dia de apoios

Esta terça, dois dias após a votação do 1º turno, foi um dia de intensas movimentações das forças políticas sobre os alinhamentos para o 2º turno da eleição presidencial.

Entre os apoios recebidos por Lula, além de Serra, estão: o PDT, o candidato derrotado à Presidência Ciro Gomes (PDT) e o Cidadania.

Bolsonaro recebeu apoios formais do senador eleito Sergio Moro (União Brasil) e pelo governador reeleito Romeu Zema (Novo). Também recebeu o apoio do governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), que não chegou ao segundo turno da disputa pelo estado.