Presidente do Patriota no Piauí e candidato ao Governo na última eleição, Gustavo Henrique, declarou nesta segunda-feira, 10 de outubro, apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa do segundo turno. Para tomar a decisão, o líder partidário sinalizou que ouviu amigos, familiares e aliados políticos. 

Gustavo lembrou o acirramento que teve na reta final da campanha com o candidato derrotado do União Brasil, Silvio Mendes, e disse que respeitará a decisão do povo do Piauí, que demonstrou preferir Lula no primeiro turno do pleito. O líder do Patriota ainda disse que conhece Geraldo Alckmin, sugerindo que o ex-presidente está 'bem acompanhado' na chapa. 

Gustavo Henrique mostra adesivo com Lula (Foto: Raissa Morais/Reprodução)Gustavo Henrique mostra adesivo com Lula (Foto: Raissa Morais/Reprodução)

"Diante de todo o cenário posto, de tudo que vivemos, presenciamos durante a campanha eleitoral, durante o acirramento dos ânimos, nós após ouvirmos as pessoas do povo, nas ruas, conversando com os amigos nas redes sociais, resolvemos durante a situação e é flagrante que houve um acirramento nosso com Silvio Mendes e seu grupo político, e quero deixar claro que levamos sempre no campo das ideias, por compreender que a maioria do povo do Piauí assim escolheu, mais de 74% dos válidos foi para Lula, não vou entrar no mérito de quem está certo ou errado; como agente político não posso ficar omisso, eu Gustavo, nesse momento, resolvemos declarar apoio ao ex-presidente Lula", frisou. 






Ver essa foto no Instagram










Uma publicação compartilhada por Gustavo Henrique (@gustavo_henrique.51)

Gustavo Henrique reiterou o acirramento da eleição e a polarização, pontuando que precisava tomar um posicionamento. O Patriota no turno inicial se manteve neutro

"É sabido que há uma disputa, um forte acirramento, uma campanha que não é fácil para ninguém, dois lados que desde o início do processo deflagraram uma grande polarização, isso relfetiu nos Estados. E essa seara da polarização está cada vez mais latente", complementou.