Após ser eleito como Governador do Piauí com mais de 57% dos votos, Rafael Fonteles (PT) fez seu primeiro discurso para a imprensa. Emocionado, Rafael agradeceu ao eleitorado e se emocionou ao falar do pai, Nazareno Fonteles. Aos 37 anos, o petista se destacou no comando das finanças  estaduais, mesmo durante a pandemia da Covid-19. Fonteles chegou a presidir o Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda (Comsefaz). 

Rafael Fonteles comemorou a vitória em primeiro turno e ressaltou que fará um governo para todos e focará no social, a pedido da atual governadora Regina Sousa. Ele se reuniu após o resultado com apoiadores e lideranças no comitê do PT no bairro São João, zona Leste de Teresina. Na disputa majoritária, Rafael venceu o ex-prefeito de Teresina, Silvio Mendes, que obteve até às 22h56 um total de 41,63% dos votos.

Rafael Fonteles faz discurso emocionado como governador: “Gratidão a Deus” (Foto: Raíssa Morais)Rafael Fonteles faz discurso emocionado como governador: "Gratidão a Deus" (Foto: Raíssa Morais)

“Gratidão a Deus em primeiro lugar. Segundo, ao povo do Piauí. Muita gratidão a cada homem, a cada mulher, que votou em mim para cuidar do povo. Cuidamos de todos, sem deixar ninguém para trás. O resultado está consolidado. Muito obrigado! A gente estava confiante. São mais de 1 milhão e 50 mil votos. Muita gratidão. Eu queria dedicar essa vitória também ao meu pai. A gente esperava ganhar no primeiro turno. Essa maioria, essa quantidade de votos nos surpreendeu. Estou muito agradecido a Deus e ao povo do Piauí. Aqui a gente quer comemorar hoje, agradecer com a minha família, já orei e a partir de amanhã já começar amanhã com a governadora Regina a transição e trabalhar muito forte para elegermos Lula no segundo turno se Deus quiser. Quero agradecer ao maior líder desse estado, Wellington Dias. É um grande líder que cuidou desse povo nos escolheu para continuar nesse caminho e vamos cuidar bem do povo do Piauí”, disse. 

O governador eleito destacou as dificuldades de enfrentar a pandemia da Covid-19 enquanto secretário, mas que está preparado para os próximos desafios e que ajudará em uma possível vitória de Lula no segundo turno contra Bolsonaro. 

“A maior dificuldade foi a pandemia e enfrentar o governo federal. Eu tenho muita fé em Deus que Lula vai vencer no segundo turno e agente vai dar conta do recado de fazer muito mais pelo povo do Piauí e do Brasil. É claro que é um grande desafio, mas nos preparamos para isso. A  gente não caiu paraquedas. A gente tem uma história de estudo, de trabalho e de dedicação, de vida pública, de sensibilidade social e a gente abraçou essa causa de corpo e alma. Mas como eu disse, tudo é dom de Deus e eu sou grato à Deus e ao povo do Piauí. A eleição acabou e vamos governar para todos e todas. Para quem não votou no Rafael e quem não voltou. Nós temos a responsabilidade de cuidar dos 3 milhões e 300 mil de piauienses e assim o faremos. Politicamente, a gente tem que respeitar a vontade das urnas. Nós vamos governar para todos e todas, sem deixar ninguém para trás”, reiterou.

“Povo nos escolheu para continuar nesse caminho”, diz Rafael Fonteles (Foto: Raíssa Morais)"Povo nos escolheu para continuar nesse caminho", diz Rafael Fonteles (Foto: Raíssa Morais)

Emoção ao falar do pai 

Rafael Fonteles se emocionou diante da impressa ao comentar sobre a importância do pai, Nazareno Fonteles. “Meu pai, Nazareno, é uma emoção. Meu pai é um grande exemplo. Sorte a minha de ter um pai que cuida de mim como todo pia cuida do filho, é um exemplo para milhares de pessoas. Muito orgulho do meu pai, da história dele. Ele que tentou ser governador em 86 quando eu tinha 1 ano de idade e em 94. Talvez não fosse a hora. Mas agora o filho foi. O filho é governador do Piauí eleito. Muito obrigado".

Transição e secretariado 

Rafael Fonteles explicou ainda que a transição do governo será tratada já nesta segunda (03), com a governadora Regina Sousa. Em seguida, o foco será o secretariado, que segundo ele, será de competência ‘seguindo a cara do governador eleito’.

“A gente vai começar a tratar isso na próxima semana. Como eu disse, primeiro a transição, mas a formação vai seguir a cara do governador eleito. A gente vai procurar realmente ter um secretariado que tenha um perfil nosso; de muita competência técnica, se assim o povo entender”, finaliza. 

“Povo nos escolheu para continuar nesse caminho”, diz Rafael Fonteles (Foto: Raíssa Morais)"Povo nos escolheu para continuar nesse caminho", diz Rafael Fonteles (Foto: Raíssa Morais)