A pré-candidata ao Governo do Estado do Piauí, Ravenna Castro,  surpreendeu na convenção do Partido da Mobilização Nacional (PMN) ao  aparecer vestida de grávida. "Estou gestando um novo Piauí de oportunidades", declarou. O evento foi no plenarinho da Assembleia Legislativa (Alepi) na tarde deste domingo (31).

Para Ravenna, o diferencial da chapa do PMN, que inclui senador, deputados estaduais e federais, é a cota masculina. "A maior parte da nossa chapa é feita de mulheres. Temos uma cota masculina de 30% em razão da lei. Mas nosso olhar é sempre pelo poder feminino. Nós mulheres temos o poder da gestação, por isso estou vestida de grávida, porque estou grávida de um Piauí que vai nascer dentro de dois meses", revelou acariciando a barriga.

Ravenna Castro disse que vai parir um novo Piauí. Crédito: Lucrécio Arrais.Ravenna Castro disse que vai parir um novo Piauí. Crédito: Lucrécio Arrais.

Ravenna explica que vai trabalhar pelo acesso a políticas psicossociais. "Tenho uma filha com TDAH e sei as dificuldades de acesso à saúde mental. Um neuropediatra, por exemplo, é muito difícil. Quero trabalhar pela saúde mental, Teresina é uma cidade com altos índices de suicídio" , disse.

Cerca de 40 pessoas compareceram à convenção. Crédito: Lucrécio Arrais.Cerca de 40 pessoas compareceram à convenção. Crédito: Lucrécio Arrais.

Segundo turno

Mostrando-se otimista,  Ravenna Castro diz que as eleições serão definidas em primeiro turno, e se houver segundo turno, o PMN estará disputando com o segundo candidato mais votado. "Temos condições de sair vitoriosos, tenho certeza", revelou. A candidata não quis especificar quem apoiaria em um eventual segundo turno dos partidos que aparecem na dianteira das pesquisas, no caso o Partido dos Trabalhadores (PT) de Rafael Fonteles  e o União Brasil de Sílvio Mendes.

Chapa se reuniu em convenção. Crédito: Lucrécio Arrais.Chapa se reuniu em convenção. Crédito: Lucrécio Arrais.

Um professor para o Senado

O pré-candidato ao Senado Federal pelo PMN é o professor A. José. Ele afirma que o foco é a educação pública de qualidade. "Eu não estou professor, eu sou professor tem 25 anos. Seria interessante que eu esteja senador durante os próximos anos porque vou maximizar meus projetos de educação solidária. Além de legislar, sou fiscalizador da coisa pública. Quero destinar emendas para a educação. Quero uma coisa, como digo para meus alunos, hiper, mega, super", explica.

Professor A. José concorre ao Senado Federal. Crédito: Lucrécio Arrais.Professor A. José concorre ao Senado Federal. Crédito: Lucrécio Arrais.

Com cerca de 40 pessoas presentes, a Convenção Partidária do PMN foi suscita e tranquila, sem tumultos ou multidões.