O apresentador e pré-candidato a deputado federal, Silas Freire (Solidariedade), tem se reunido com líderes de diferentes matrizes religiosas. Ouvindo com empatia todas as reivindicações e dividindo projetos eficientes no combate a intolerância religiosa

Os encontros contam com a participação de diversas pessoas, que lutam pela mesma causa. Como forma de combate, o pré-candidato a deputado federal, Silas Freire, defende a conscientização e o aumento da rigidez na punição de quem comete o crime.

Silas Freire defende leis mais rígidas para combater intolerância religiosa (Foto: Divulgação)Silas Freire defende leis mais rígidas para combater intolerância religiosa (Foto: Divulgação) A intolerância religiosa tem o meu repúdio. Já recebi diversos depoimentos de quem sofrem com isso diariamente. Um adolescente já me relatou que ao chegar em determinado local chamaram ele de 'macumbeiro', proferiram apelidos pejorativos. Você já imaginou viver isso? Ser discriminado por sua fé?!”. 

Diante disso, Silas reafirma seu compromisso, caso seja eleito, na elaboração de campanhas nacionais para conscientizar a população. 

Silas Freire segue prestando apoio e ouvindo os líderes religiosos do Estado de todos os grupos, dentre eles, evangélicos, católicos e espíritas, e de matrizes africanas.

O pré candidato, ainda relatou, suas experiências religiosas, e afirmou que desde pequeno sempre foi “ Mariano”, devoto de Maria, e sempre sentiu na pele o preconceito de quem pensa ao contrário. 

“Eu inclusive como Mariano, devoto de Maria, às vezes sinto da própria pele o preconceito, de algumas pessoas,por isso a importância de falarmos sobre o assunto e lutar contra essa intolerância que existe em diversas religiões.”