O candidato a governador do Piauí, Sílvio Mendes (União Brasil), recebeu nesta terça-feira, 9, as adesões do o vice-prefeito Valmir de Juraci, a vereadora Simone Viana e as lideranças Jailson, Nena Pedreiro, Valmir da Lanchonete e Poliana, todos do PSD. Todas as lideranças são do município de Marcolândia. Além deles, aderiram o vereador Marcos Coelho e o ex-prefeito Chico Coelho, do PTB.

Sílvio Mendes com lideranças de Marcolândia (Ascom União Brasil)Sílvio Mendes com lideranças de Marcolândia (Ascom União Brasil)Na noite de segunda-feira, 8, Sílvio Mendes esteve reunido com jovens assistidos pelos projetos desenvolvidos na Escola de Música Dona Gal, localizada no bairro São Joaquim, Zona Norte de Teresina.

O candidato foi recepcionado pela coordenadora e idealizadora do projeto, a violinista Wanya Sales, por lideranças, populares, assim como jovens e crianças inscritos na escola de música. Na ocasião, Sílvio assistiu algumas apresentações dos alunos contemplados pelo projeto que busca por meio da educação musical gratuita, transformar o futuro da população.

Candidato Sílvio Mendes visita Escola de Música Dona Gal (Ascom União Brasil)Candidato Sílvio Mendes visita Escola de Música Dona Gal (Ascom União Brasil)

Em seu discurso, Mendes recordou alguns projetos que receberam seu apoio durante sua gestão como prefeito de Teresina e enfatizou a necessidade de investir na educação e cultura como uma das ferramentas de transformação do estado e garantiu apoiar o projeto Dona Gal.

“A gente sempre fez diferente. O Teatro do Boi fomos nós que fizemos. O Lagoas do Norte também fomos nós que fizemos quando fui prefeito desta capital. Sempre trabalhei para o povo pois acredito neste caminho. Eu gosto de fazer as coisas e obter resultados, senão, não vale a pena. Então garanto: a Dona Gal não irá fechar. A estrada é comprida, mas seguimos fortes andando”, afirmou.

Wanya Sales enfatizou que apoiar as pessoas certas faz toda a diferença e firmou compromisso com a caminhada rumo a mudança do Piauí. “Apoiar o lado certo é faz as coisas acontecerem. Temos um colégio no bairro Parque Alvorada que está abandonado há mais de 10 anos. Como podemos mudar isso? É cobrando e buscando apoio de quem faz pelo povo. Então, precisamos acreditar no Sílvio e todos que estão aqui hoje dispostos a fazer a mudança. É um ciclo de amizade e confiança”, disse.