governadora Regina Sousa participou nesta quarta-feira, 26, do Pré-Enem Seduc, que ofereceu aos alunos uma revisão em formato de game para trabalhar a preparação para o Enem de forma mais dinâmica e descontraída.

Regina Sousa disse que o projeto começou com os Cursinhos Populares numa preparação para o vestibular e, posteriormente, o ENEM. "Os alunos participavam de forma tímida, escolhendo cursos considerados mais fáceis para entrar. Agora nossos alunos estão com autoestima muito elevada, escolhendo os cursos mais concorridos. Estou feliz de ver que a escola pública está fazendo o protagonismo que precisava ter. Somos o nome na educação pública por conta dessas iniciativas", disse, citando o Canal Educação que foi uma grande descoberta, que mesmo durante a pandemia, os alunos conquistaram o 9º lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

"Trata-se de um programa de inclusão. Eles nunca chegariam sem esse acesso extra de aprendizagem e ensino", disse, enfatizando que o próximo governo tem como desafio trabalhar a questão do ensino e a relação com os professores. "Gostaria muito de ter feito e não pude, mas tem que dar parte nesse rumo, pois os responsáveis por esse sucesso no Enem são dos professores e professoras", disse.

Governadora Regina Sousa durante revisão Pré-Enem (Paulo Barros)Governadora Regina Sousa durante revisão Pré-Enem (Paulo Barros)

"Só quero que seja um bom secretário"

Regina Sousa falou que a escolha sobre nome técnico ou político para escolha do próximo secretário é da alçada do governador eleito. "Só quero que seja um bom secretário, independente de ser técnico ou político", afirmou, declarando que a transição é iniciativa do governador eleito.

"Não é uma transição de mudança de governo. Ele já fez o Governo, conhece a máquina e deve ter uma equipe que não conhece. Não é uma transição de um grupo político para outro grupo", disse.

Regina Sousa diz que início de transição é iniciativa do governador eleito (Paulo Barros)Regina Sousa diz que início de transição é iniciativa do governador eleito (Paulo Barros)

Expectativa segundo turno das eleições

Sobre a reta final do segundo turno, Regina Sousa disse estar preocupada do que pode acontecer até domingo, dia 30. "Esse país está tomado por uma violência muito grande. Por qualquer bobagem as pessoas se agridem demais. Todos têm direito de colocar seu adesivo. Pedimos muita paz, eleição é uma festa da democracia e a gente só tem a ganhar, cada um pedindo para seu candidato", afirmou, declarando que o grande desafio de Lula, caso seja eleito, é unir o País e declarou ainda que o Brasil é plural, com pessoas de pensamentos distintos.