mais

Ex-presidente do TSE será ouvido na Comissão do voto impresso

O pedido para realização do debate é dos deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP), Carlos Veras (PT-PE), Odair Cunha (PT-MG) e Bia Kicis (PSL-DF).

Será realizada nesta quinta-feira, 20, a audiência público com os ex-presidentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) José Neri da Silveira. Na ocasião, a comissão especial analisa a Proposta de Emenda à Constituição 135/19, que discorre sobre o voto impresso.

Participam da discussão o engenheiro especialista em segurança de dados e voto eletrônico Amílcar Brunazo; o assessor do TSE Giuseppe Janino; e o especialista em Direito Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio Grande do Sul Ângelo Soares Castilhos.

Deputados questionam resultado de votação (Divulgação)Deputados questionam resultado de votação (Divulgação)

O pedido para realização do debate é dos deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP), Carlos Veras (PT-PE), Odair Cunha (PT-MG) e Bia Kicis (PSL-DF).

Os três parlamentares acusam grupos políticos do País de questionarem o resultado das eleições ao se manifestarem contra as urnas eletrônicas e em defesa do "voto auditável". "Dando a entender que não vão aceitar o resultado das urnas ou vão exigir uma recontagem com auditoria em eleições futuras. Trata-se, portanto, de uma ameaça concreta ao processo democrático e à Justiça Eleitoral", afirmam Chinaglia, Veras e Cunha no documento em que pedem o debate.

Já Bia Kicis, autora da PEC 135/19, diz que a intenção ao propor a medida é a adoção de uma urna eletrônica de segunda geração, uma evolução tecnológica da atual, que permita, a partir da impressão do voto eletrônico, a conferência pelo eleitor e uma futura auditagem, caso necessário. 

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail