mais

Flávio Dino diz que é questão de tempo para cepa indiana circular no Brasil

O governador do Maranhão disse que ainda não há transmissão local, mas sem controle em portos e aeroportos, variante deve circular.

Diante da confirmação dos primeiros casos de Covid com a variante indiana, o governador do Maranhão Flávio Dino (PC do B), disse em entrevista ao canal CNN Brasil na noite deste sábado (22) que sem controle sanitário nos portos e aeroportos , é 'questão de tempo' para que a cepa circule pelo país. 

Na ocasião, Dino detalhou todo o monitoramento que tem sido feito no Maranhão para evitar que a cepa se espalhe, mas lamentou a falta da mesma preocupação em âmbito nacional.

Flávio Dino mostra preocupação com possível disseminação da cepa indiana por falta de controle (Foto: CCOM MA)Flávio Dino mostra preocupação com possível disseminação da cepa indiana por falta de controle (Foto: CCOM MA)

"O Brasil é muito grande e não tem controle sanitário em aeroportos e portos. Por isso, acredito que, lamentavelmente, é questão de tempo para que a chamada cepa indiana também esteja circulando no Brasil", afirmou.

Para o governador, é essencial que as barreiras sejam implementadas pela Anvisa nos portos e aeroportos imediatamente.  Para ele, é uma questão urgente. "Não há dúvida de que uma medida rigorosamente imprescindível e urgente são as barreiras em aeroportos e portos por parte da Anvisa",  disse. 

"Todos os estados estão prontos a colaborar se houver a autorização. No Maranhão, não precisa nem a Anvisa fazer, só autorizar que nós fazemos, porque consideramos altamente necessário". 

CONTROLE NO MARANHÃO - Dino detalhou o que vem sendo feito em solo maranhense para impedir a transmissão local. A cepa indiana é considerada de 'alerta' pela Organização Mundial da Saúde. 

"Nós adotamos as providências que nos cabiam no que se refere ao controle sanitário no hospital, ou seja, a testagem e todas as recomendações para toda a equipe que teve contato com o paciente internado. Notificamos a empresa armadora do navio e a Vale, proprietária do porto, para que não haja a atracação do navio até que haja a liberação sanitária", frisou. 

MINISTÉRIO DA SAÚDE ANUNCIA MEDIDAS 

Com a preocupação diante da nova cepa, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga apontou que  o Governo vai implementar barreiras sanitárias em aeroportos, rodoviárias e rodovias para conter a entrada da variante indiana da Covid-19.

Além disso, serão enviados 600 mil testes rápidos para o Maranhão, no sentido de acompanhar uma possível disseminação da variante indiana. 

"Qualquer passageiro que tiver teste rápido positivo fará RT-PCR com a pesquisa também genômica no intuito de detectarmos a possibilidade da variante indiana. Estamos atentos também a possíveis casos que podem surgir em outros estados, e a conduta será a mesma", comentou.

[email protected]

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail