Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Governo não pode perseguir quem não é do mesmo partido, diz Dilma

Presidente participou de entrega de moradias populares na Paraíba. Ela afirmou que país não "pega pneumonia" quando a crise externa espirra

Compartilhe

A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (4), durante cerimônia de entrega de moradias populares do programa Minha Casa Minha Vida em João Pessoa, que "não tem justificativa para nenhum governo perserguir quem não é do mesmo partido dele". Para Dilma, desde a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o governo federal vem mudando a maneira de se relacionar com governos estaduais e municipais.

"Tem uma coisa muito importante que o Brasil mudou. O governo não pode, não tem justificativa para nenhum governo, perserguir quem não é do mesmo partido dele. Desde o início do governo Lula, nós mudamos a forma de relacionar. Os recursos são dados porque as pessoas precisam, os municípios, quem quer que seja. Nós não olhamos se o prefeito é de que partido, de que credo religioso, de que time de futebol", afirmou a presidente.

Dilma discursou ao lado do governador Ricardo Coutinho, do PSB, partido aliado do governo federal, mas que cogita lançar como candidato a presidente governador de Pernambuco, Eduardo Campos, para concorrer contra Dilma em 2014.

Sem citar o PSB e uma eventual candidatura de Campos, a presidente disse que disputas no período da eleição não podem interferir na relação entre os políticos no exercício do mandato.

"Nós podemos disputar eleição, brigar na eleição, fazer o diabo na hora da eleição. Agora, quando a gente está no exercício do mandato, temos de nos respeitar, porque fomos eleitos pelo voto direto do povo brasileiro", afirmou a presidente.

"Pneumonia"

A presidente também citou avanços na economia para dizer que o Brasil "está mudando" e que o país já não é tão afetado por instabilidades externas.

"O Brasil vem mudando. Nós aumentamos a oportunidade de trabalho, reduzimos o desemprego, demos uma correção para o salário mínimo. Quando dá crise lá fora, um espirro, o Brasil não pega pneumonia, temos R$ 378 bilhões de reserva", afirmou a presidente.

No evento, o governo federal entregou também retroescavadeiras para 22 municípios da Paraíba.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar