A aprovação da administração do Governo do Estado cresceu entre fevereiro e junho deste ano e alcançou 56,59% da população. É o que mostra a pesquisa “Avaliação da administração do Governo Estadual”, realizada pelo Instituto Amostragem, no período de 7 a 10 de junho de 2021. No mesmo período, a reprovação caiu.

Em fevereiro, a aprovação do Governo era de 52%, enquanto a reprovação, de 40,17%. Naquele mês, 7,48% não quiseram responder ou não opinaram. No levantamento mais recente, a aprovação subiu para 56,59%, enquanto a reprovação caiu para 38,15%.  5,27% não souberam ou não opinaram.

Pesquisa foi realizada em 49 municípios do Piauí (Foto: CCOM)Pesquisa foi realizada em 49 municípios do Piauí (Foto: CCOM)

Entre as 15 regiões pesquisadas, em quatro delas a aprovação iguala ou supera os 60%, como em Valença (84,78%), São Raimundo Nonato (67,35%), Médio Parnaíba (62,5%) e Chapadas Extremo Sul (60%). Na região de Teresina, a aprovação é de 55,83%.

A pesquisa relevou também crescimento entre fevereiro e junho, quando o entrevistador questionava sobre a avaliação do Governo Estadual. No primeiro mês, 29,11% consideravam o Governo Estadual bom/ótimo. Em junho, eram 38,22%. Os que consideravam ruim/péssimo caíram de 27,36% para 23,46% e os que achavam a gestão regular passaram de 37,82% para 34,97%.

Por recorte, a maior aprovação do Governo, no mês de junho, era entre os de 35 a 44 anos (60,25%), com ensino fundamental incompleto ou completo (65,05%), com renda familiar até R$ 1.100,00 (67,07%), da zona rural (64,69%).

O levantamento ouviu 1.138 piauienses com 16 ou mais anos de idade nas zonas urbana e rural de 49 municípios das 15 microrregiões do estado: Baixo Parnaíba, Litoral, Teresina, Médio Parnaíba, Alto Parnaíba, Campo Maior, Valença, Bertolínia, Alto Média Do Gurguéia, Chapadas do Extremo Sul, São Raimundo Nonato, Floriano, Picos, Pio IX e Alto Médio Canindé.