Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Interatividade e Interconectividade

Interatividade e Interconectividade

Compartilhe

A Ipsos, multinacional francesa de pesquisa, revelou em evento, no Ibmec S?o Paulo, os resultados da pesquisa ?Jovens na Era Global - Interatividade e Interconectividade?, que mostra a rela??o do jovem com a tecnologia e como as novas formas de comunica??o e intera??o entre as pessoas influenciam e ditam as regras de conviv?ncia social.

O estudo foi apresentado por Raquel Siqueira, diretora da Ipsos e especializada em Gest?o de Conhecimento.

Foram seis meses de trabalho para derrubar diversos mitos e revelar aprendizados sobre como pensa esse mercado consumidor. A equipe ouviu jovens de 13 a 24 anos.

"Muito tem se falado sobre o assunto, e n?o ? segredo que as novas tecnologias revolucionaram o planeta, mas ainda estamos assistindo aos resultados desta revolu??o que est? apenas come?ando", diz a introdu??o do estudo. "Os jovens que t?m 20 e poucos anos hoje nasceram no in?cio da era da inform?tica, quando o primeiro computador pessoal foi criado, nos anos 80. A internet popularizou-se, cerca de 15 anos mais tarde, na adolesc?ncia desta gera??o. Atualmente, as novas gera?es fazem do ?multi-tasking? um estilo de vida".

Hoje, o adolescente de classe m?dia faz pesquisas na internet, assiste ? televis?o, ouve m?sica, manda mensagens pelo celular e participa de m?ltiplos chats e f?runs de discuss?o online, tudo ao mesmo tempo. Al?m disso, com o advento do ?wireless? e o desenvolvimento de aparelhos e dispositivos port?teis, a rua torna-se uma extens?o do universo privado. O celular ou o laptop s?o os portais de acesso ? exist?ncia virtual. Esta mobilidade resulta em uma sensa??o de liberdade e percep??o de que se tem o mundo inteiro nas pr?prias m?os.

Estes fen?menos, estudados nas sucessivas ondas do Observat?rio de Tend?ncias Ipsos, ganham profundidade e foco neste novo relat?rio. Entender como o jovem vive e como ele faz uso destas novas ferramentas ? a chave para uma compreens?o mais ampla dos impactos dos novos paradigmas sociais na esfera do consumo e da conviv?ncia.

Para Raquel Siqueira, por ser uma mudan?a recente, h? ainda um descompasso entre teoria e pr?tica e falta conhecimento sobre esse consumidor.

Um dos mitos existentes ? que o jovem de hoje ? muito diferente do jovem do passado. Na verdade, a juventude de hoje assusta muito mais os mais velhos, que se sentem acuados em rela??o a esta nova gera??o. Mas isso n?o significa que este jovem seja fundamentalmente diferente do jovem do passado. Segundo a pesquisa, algumas caracter?sticas chaves da juventude mant?m-se e at? se fortalecem. Quest?es como o desejo de pertencer a um grupo, predomin?ncia dos amigos como autoridade e refer?ncia, inseguran?a caracter?stica da idade, voracidade e imediatismo s?o ainda facilmente identificadas neste p?blico.

Na verdade, a internet e os meios digitais nada mais s?o que ferramentas que permitem que este jovem manifeste e viva de acordo com suas necessidades e caracter?sticas. Segundo Raquel, as ferramentas tecnol?gicas deram asas ? juventude, os computadores armados com software de navega??o e telefones m?veis tornaram-se tecnologias desej?veis por ?ativarem? nos jovens valores que estes sempre perseguiram ? liberdade, independ?ncia e velocidade.

Os jovens querem participar, ser protagonistas e n?o apenas coadjuvantes, da? o sucesso das comunica?es digitais junto a este grupo, pois possibilitam manifesta?es interativas que ser?o fundamentais para a constitui??o de sua identidade.

Segundo a pesquisa, realizada entre julho e agosto de 2006, o computador est? presente em 19% dos domic?lios brasileiros, consoles de jogos est?o em 16% e telefones fixos, em 50% dos domic?lios, n?mero inferior ao dos telefones celulares que est?o em 68% dos lares e contam com a marca de mais de 100 milh?es de aparelhos em opera??o no pa?s.

Na faixa et?ria de 10 a 15 anos, nas classes AB, 65,7% possuem celular; na classe C, 42,5%; e nas classes DE, 17,9%. Na faixa de 16 a 24 anos, 84% possuem celular nas classes


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar