Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

MJ abre investigação contra o Google após ação no Piauí

Há indícios de violação à privacidade dos consumidores na análise do conteúdo

MJ abre investigação contra o Google após ação no Piauí
|
Compartilhe
Google Whatsapp

A Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e Segurança Pública,  anunciou na quinta-feira, 07 de fevereiro, que instaurou processo administrativo contra a Google Brasil após receber denúncia do Ministério Público Federal do Piauí. O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) publicou a decisão no Diário Oficial da União. Se condenada, a Google Brasil poderá ser multada em até R$ 9,7 milhões.

De acordo com o Departamento,  há indícios de violação à privacidade dos consumidores na análise do conteúdo dos e-mails pessoais, enviados por meio do Gmail, sem o consentimento expresso do usuário. Neste âmbito, segundo o Ministério da Justiça, o processo vai apurar se houve, realmente, violação a dispositivos do Marco Civil da Internet e do Código de Defesa do Consumidor.

Divulgação

Assim, a Google Brasil será intimada para apresentar defesa administrativa.

A apuração pelo MPF do Piauí teve início no ano de 2015, tomando como base  inquérito civil que foi instaurado para apurar eventuais descumprimentos às normas de proteção de dados pessoais por parte de empresas prestadoras de serviço público ou de relevância pública, principalmente no que tange aos serviços de internet. Na ocasião, o Google à época alegou que os usuários concordam com esse scaneamento ao aceitarem expressamente os Termos de Serviço e a Política de Privacidade do Google, durante a criação da conta Gmail. Contudo, as informações prestadas pelo Google demonstram que ele não vem cumprindo a legislação brasileira de proteção a dados pessoais. Pela lei brasileira, os dados pessoais são invioláveis e só podem ter seu sigilo levantado por ordem judicial ou consentimento expresso e destacado do interessado, que deverá ocorrer de forma destacada, deixando clara a necessidade de um consentimento específico do usuário para o tratamento de seus dados pessoais. 

Cabe indicar que a Justiça Federal do Piauí negou a solicitação contida na peça em 2018,  no entanto, o conteúdo da denúncia foi agora, recepcionado pelo Ministério da Justiça. 


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×