mais

"Não terei o mesmo destino de PC Farias", afirma Joice Hasselmann

Joice Hasselmann (PSL-DF) reafirmou em seu Twitter que foi vítima de um atentado em seu apartamento funcional em Brasília


A deputada Joice Hasselmann (PSL-DF) reafirmou em seu Twitter, na tarde desta terça-feira (27), que foi vítima de um atentado em seu apartamento funcional em Brasília. Na publicação, ela comparou-se ao empresário PC Farias, assassinado quatro anos depois de ser o pivô do impeachment do ex-presidente Fernando Collor, em 1992.  "Não terei o mesmo destino de PC Farias", escreveu a parlamentar. 

Joice divulgou a mensagem pouco depois de agentes da PCDF (Polícia Civil do Distrito Federal) terminarem uma perícia na casa. A parlamentar e o marido, o único que estava com ela no imóvel no dia do incidente, sustentam que ela acordou com vários ferimentos na manhã do último dia 18, no chão do quarto onde dormia sozinha, sem memória de como se machucou.

Falhas de segurança 

Segundo Joice, a perícia encerrada no início da tarde de hoje viu falhas de segurança no prédio onde ela afirma ter sido atacada. A parlamentar afirma não ter visto nenhum sinal de arrombamento, mas que um eventual invasor pode ter conseguido uma cópia da chave com a Câmara dos Deputados, que administra os apartamentos funcionais, e se escondido no imóvel dias antes do incidente.

Sem câmeras

Para a deputada, esta invasão seria facilitada porque o prédio não tem câmeras de segurança nas escadarias e no hall de entrada de cada andar. "Já disse com todas as letras que isso não é coisa de amador, mas de profissional. Ninguém entraria na casa de uma parlamentar para agredi-la dando 'tchauzinho' para a câmera do térreo ou do elevador, tento tantos pontos cegos no prédio", escreveu. Ontem ela prestou depoimento à PCDF em Brasília.

Joice Hasselmann reafirmou que foi vítima de um atentado  Foto:  WALLACE MARTINS/FUTURA PRESS//ESTADÃO CONTEÚDOJoice Hasselmann reafirmou que foi vítima de um atentado  Foto:  WALLACE MARTINS/FUTURA PRESS//ESTADÃO CONTEÚDO 

Inqúerito para MPF

 O Departamento de Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados (Depol) enviou nesta terça-feira o inquérito sobre as agressões sofridas pela deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) ao Ministério Público Federal (MPF). Agora, caberá ao órgão avaliar quais providências vai tomar.

Em nota, os investigadores afirmaram que foi realizada a "perícia em 16 câmeras do prédio onde se localiza o apartamento funcional" de Joice. Além disso, agentes ouviram funcionários da parlamentar e outras pessoas que trabalham no local.

Depoimento à PCDF

Em depoimento à PCDF, Joice afirmou que entregou aos investigadores um objeto que "apareceu" debaixo de um sofá e que não pertencia a nenhuma das pessoas que frequentam a casa. Perguntada, porém, ela não quis informar qual seria o item. 

"Foi bastante interessante porque, quando encontramos, tinham cinco pessoas em casa, foi logo na saída de vocês [imprensa]. Estava logo abaixo do sofá, um sofá que tem uma trava. Quando foi recolhido o objeto, estava lá na sala e entregamos [à polícia]", declarou ela após o depoimento.


Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail