Nova pesquisa CNT divulgada nesta segunda-feira (21) mostra o ex-presidente Lula (PT) na primeira colocação com 42,2% das intenções de voto no cenário estimulado. Em segundo lugar está Jair Bolsonaro (PL), com 28% — representando um crescimento em relação ao último levantamento, que mostrava o atual chefe do Executivo com 25,6%. As informações são do IG.

PESQUISA IPESPE:  Lula tem 43% e Bolsonaro 25%; Moro e Ciro empatam com 8%, diz Ipespe

PESQUISA GENIAL-QUAEST:  Lula tem 45% e Bolsonaro 23%; Moro e Ciro empatam com 7%

PESQUISA IPESPE: Lula tem 44% e Bolsonaro 24%; Moro e Ciro empatam com 8%

PESQUISA PODERDATA:  Lula tem 42%, Bolsonaro 28% e Moro 8%

PESQUISA DATAFOLHA:  Lula tem 48% das intenções de voto; Bolsonaro 22% e Moro, 9%

Aposta mais forte da chamada 'terceira via', Sergio Moro (Podemos) apontou queda no levantamento: saiu de 8,9% para 6,4% das intenções de voto. Ciro Gomes, sua vez, cresceu de 4,9% para 6,7%.

Pesquisa CNT: Lula tem 42%, Bolsonaro surge com 28%, Moro 6% e Ciro 4% - Imagem: ReproduçãoPesquisa CNT: Lula tem 42%, Bolsonaro surge com 28%, Moro 6% e Ciro 4% - Imagem: Reprodução

Nenhum dos demais nomes chegou aos 2% das intenções de voto. Doria aparece com 1,8%; André Janones, 1,5%; Simone Tebet, 0,6% e Felipe d’Avila, e Rodrigo Pacheco, 0,3%.  Brancos e nulos alcançam 6,2% e indecisos, 6,0%.

Pesquisa espontânea

Na modalidade em que os nomes não são apresentados pelo pesquisador, Lula ainda aparece em primeiro, com 32,8%. Bolsonaro, na sequência, tem 24,4%. Ciro tem 2,6%; Moro, 2,1; Janones, 0,5; e Doria, 0,3%. A soma dos outros citados chega a 1,1%. Brancos e nulos são 7,9%, enquanto 28,3% são indecisos.

Segundo turno

Segundo o levantamento da CNT, Lula ganharia em todos os cenários avaliados. Contra Bolsonaro, Lula tem 53,2% das intenções de voto, enquanto o presidente tem 35,3%.

Bolsonaro também perderia em um eventual segundo turno contra Ciro Gomes: 41,9% a 37,9%.

O atual mandatário ganharia apenas de Moro, segundo a pesquisa. Neste cenário, Bolsonaro aparece com 35,6% das intenções de voto contra 34% do ex-ministro. 

A 151ª Pesquisa CNT de Opinião, realizada de 16 a 19 de fevereiro de 2021. Foram entrevistados 2002 pessoas. A margem de erro é de 2,2 para mais ou para menos.