Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

PMDB prepara denúncia à PF sobre desvio em Caxias

O diretório regional do PMDB deve protocolar esta semana na Polícia Federal uma Notícia-Crime

PMDB prepara denúncia à PF sobre desvio em Caxias
|
Compartilhe

O diret?rio regional do PMDB deve protocolar esta semana na Pol?cia Federal uma Not?cia-Crime contra a Distribuidora S?o Pedro Ltda., acusada de desviar R$ 550 mil de um conv?nio para compra de medicamentos, firmado entre a Secretaria de Estado da Sa?de (SES) e a Prefeitura de Caxias, em 2006. O objetivo da investiga??o federal ? descobrir em que circunst?ncias parte desse dinheiro foi parar na conta da ?pera Prima Produ?es Art?sticas, empresa de Aderson Lago Neto, filho do chefe da Casa Civil do governo maranhense, Aderson Lago.

Novas den?ncias de O Estado, publicadas domingo passado, levam a crer que a ?pera Prima recebeu outros dep?sitos, totalizando R$ 3,4 milh?es. De acordo com o l?der do Bloco de Oposi??o na Assembl?ia Legislativa, deputado Ricardo Murad (PMDB), a investiga??o na Distribuidora S?o Pedro pode levar a descobrir a participa??o da empresa do filho de Aderson Lago na fraude.

Tanto Ricardo Murad quanto o advogado Marcos Coutinho Lobo - patrono da a??o que ser? encaminhada ? Pol?cia Federal - consideraram a nota oficial, supostamente assinada por Aderson Lago Neto e divulgada no fim de semana, apenas uma tentativa de politizar o fato. Aderson Neto, segundo eles, n?o disse uma palavra sobre o dep?sito de R$ 100 mil na conta da ?pera Prima. ?Pelo menos, ele confirmou o essencial: a conta usada pela Distribuidora S?o Pedro pertence ? sua empresa?, disse Ricardo Murad.

Eleitoral

O esquema envolvendo a Secretaria de Sa?de, a Prefeitura de Caxias, a Distribuidora S?o Pedro e a ?pera Prima Produ?es teria come?ado em junho de 2006, em plena campanha eleitoral, da qual Aderson Lago, o pai, participava como candidato a governador.

A primeira parte do dinheiro do conv?nio ? R$ 375 mil ? foi depositada ainda em junho. Depois, outra parcela, de R$ 125 mil, tamb?m foi creditada na conta criada especialmente para esse conv?nio. O recurso era sacado integralmente pela Distribuidora S?o Pedro, que apresentava notas fiscais, supostamente frias, para justificar os pagamentos, poucos dias depois da confirma??o do dep?sito pela Prefeitura de Caxias.

Faltando cerca de 10 dias para o primeiro turno, a Distribuidora S?o Pedro efetuou o dep?sito de R$ 100 mil na conta da ?pera Prima. A oposi??o desconfia, no entanto, que outros recursos tamb?m foram repassados ? ?pera Prima, totalizando mais de R$ 3 milh?es. Para Ricardo Murad, a investiga??o da Pol?cia Federal, com eventual quebra de sigilo banc?rio, pode esclarecer esses pagamentos.

Al?m da investiga??o da Pol?cia Federal, o PMDB solicitar? uma tomada de contas especial do Tribunal de Contas do Estado (TCE), especificamente nesse conv?nio, e investiga?es do Minist?rio P?blico estadual e federal.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar