Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Processo contra Renan terá três relatores no Conselho de Ética

Processo contra Renan terá três relatores no Conselho de Ética

Processo contra Renan terá três relatores no Conselho de Ética
Processo contra Renan terá três relatores no Conselho de Ética | Divulgação
Compartilhe

O presidente do Conselho de ?tica do Senado, Leomar Quintanilha (PMDB-TO), decidiu nesta ter?a-feira que tr?s senadores v?o relatar de forma conjunta o processo contra o senador Renan Calheiros (PMDB-AL). O PMDB ter? direito a indicar um dos relatores, a oposi??o ficar? com a segunda vaga e o bloco de apoio ao governo federal vai escolher o terceiro relator para o caso Renan.

Quintanilha estabeleceu o prazo at? amanh?, ?s 16h, para que os l?deres partid?rios indiquem os tr?s relatores que v?o dividir o processo contra o presidente do Senado. O prazo foi solicitado pela l?der do PT no Senado, Ideli Salvatti (SC), que pretende discutir com a bancada governista a indica??o para a relatoria.

"Por entendimento pr?vio, posso designar tr?s relatores que poder?o ser indicados pelas lideran?as", disse o presidente do conselho.

Renan ? acusado de receber dinheiro do lobista Cl?udio Gontijo, da construtora Mendes J?nior, para pagar pens?o e aluguel ? jornalista M?nica Veloso, com quem o presidente do Senado tem uma filha.

O l?der do PSDB no Senado, Arthur Virg?lio (AM), j? adiantou que a oposi??o vai indicar o senador Dem?stenes Torres (DEM-GO) ou a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) como o representante da oposi??o na relatoria. O PMDB ainda n?o decidiu quem ser? o integrante do partido a relatar o processo contra Renan, mas o senador Almeida Lima (PMDB-SE) ? cotado para o cargo por ser um dos principais aliados do presidente do Senado.

O bloco de apoio ao governo, por sua vez, estuda indicar o senador Renato Casagrande (PSB-ES) para a relatoria conjunta. O senador chegou a ser convidado inicialmente por Quintanilha para relatar sozinho o processo contra Renan, mas posteriormente o presidente do conselho voltou atr?s.

Quintanilha pediu hoje publicamente desculpas a Casagrande pelo desconvite, apesar de n?o admitir o recuo na proposta feita ao senador.

"Acabei causando um constrangimento ao senador Casagrande. Diante de v?cios no processo, eu solicitei um parecer da consultoria jur?dica do Senado e demorei a ter contato com o senador para formalizar o convite. Continuo a manter por vossa excel?ncia o maior respeito, com a plena capacidade para relatar qualquer processo", disse Quintanilha.

Explica?es

Quintanilha abriu os trabalhos do conselho nesta ter?a-feira com explica?es sobre as den?ncias de que teria recebido propina em troca da libera??o de emendas ao Or?amento Geral da Uni?o em 1998.

O senador considerou "estranho" que informa?es sobre o inqu?rito a que responde no STF (Supremo Tribunal Federal) tenham vindo ? tona depois de ser eleito presidente do Conselho de ?tica.

"Vim refutar as acusa?es sobre mim lan?adas que se baseiam em burburinhos e na m?-f?. Refuto porque s?o improcedentes, falsas. Jamais fui convocado para depor ou me defender no referido processo. Entre ser condenado e ser investigado h? uma enorme diferen?a", afirmou.

Quintanilha disse que nunca participou de "atos il?citos" que possam colocar em xeque sua lisura para presidir o Conselho de ?tica do Senado. "? no m?nimo curioso que o s?bito interesse por esse processo tenha surgido agora, quando sou eleito presidente do conselho", criticou.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar