SEÇÕES

Teresina: CPI do transporte público já tem 16 assinaturas

Vereadores da capital piauiense sinalizaram que já é hora de resolver o problema.

Vereadora Teresinha Medeiros | Divulgação
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

O teresinense vem sofrendo com a ineficiência de transporte público, que passou a ser um das principais pautas de discussão na Câmara Municipal de Teresina, que vai instaurar CPI dos Transportes Públicos da capital e já conta com 16 assinaturas.

A vereadora Teresinha Medeiros (PSL) assinou a CPI e deixa claro que chegou a hora de resolver o problema. "Da forma como está, não pode ficar. A população precisa de ônibus e não pode ficar à mercê de uma situação como esta que causa muito sofrimento à cidade de Teresina", afirma.

Vereadora Teresinha Medeiros assinou a CPI 

A CPI, segundo a vereadora, tem como objetivo responder e resolver as questões. "Se existir caixa preta, caixa branca ou vermelha, elas têm que aparecer e uma solução deve ser apresentada", comenta a vereadora, enfatizando que neste momento é preciso envovler todos os poderes, como a Câmara Municipal de Teresina, Ministério Público e empresas.

"Assinei a CPI com a consciência tranquila para tentar resolver este problema que a população de Teresina não suporta mais", diz.

O vereador Valdemir Virgínio (PP), que também assinou a CPI, diz que a situação do transporte coletivo é precário. "O assunto é comentado nas comunidades, falta transporte adequado e está na hora de tomarmos decisão", diz, lembrando que com a CPI quem vai ganhar é a população teresinense.

O vereador Enzo Samuel (PDT) assinou a CPI e diz que a Câmara busca uma melhora para o sistema de transporte de Teresina e defende uma intervenção da Prefeitura Municipal de Teresina. "É preciso colocar os ônibus para circular e fazer as rotas funcionar, pois a população está sofrendo", diz.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos