Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

“A sociedade tem que cobrar a boa aplicação de recursos”, declara Secretário de Administração

Compartilhe

O secretario de Administração, Franzé, esteve no Programa Agora, onde concedeu entrevista e falou dos desafios que tem enfrentado como novo secretário que responde por planos de cargos e salários, serviços prestados e demais processos administrativos do Estado.

Franzé afirmou que o cargo que ocupa demanda de muita responsabilidade e competência.

“Já tínhamos noção dos desafios que enfrentaríamos e anunciamos isso para a população, tínhamos projeções adquiridas durante o período da transição e sabíamos do tamanho do prejuízo que o Piauí teria por conta de uma má gestão. Nossa preocupação hoje é em esquecer o passado e toda a equipe econômica está trabalhando de maneira muito unida em busca de soluções. A população do Piauí está esperançosa e espera de agora para frente ter boas notícias”, disse.

Mudanças e cortes

“Foi solicitado o corte de gastos adicionais. Hoje essa é uma meta, que se faça um enxugamento para futuro equilíbrio da máquina. Todos os gastos estão centralizados para a secretaria de Administração, conforme demanda a lei. Considerando a crise que estamos enfrentando, todas as despesas estão sob responsabilidade da Administração. Isso facilita até que a própria sociedade faça uma fiscalização. A sociedade tem que cobrar a boa aplicação de recursos. Esse é um discurso que a sociedade tem que retornar em cobrança. A situação de transparência e de acesso, questionamentos e denúncias é algo que a secretaria estará disposta a responder”, pontuou.

Plano de Cargo e Salários

“Desde 2014 o Estado não cumpre a Lei de Responsabilidade Fiscal no gasto com pessoal. Essa não é uma desculpa para não conceder aumentos, mas a economia do Piauí, está totalmente estagnada. Os repasses federais são os que tem movimentado a economia do Estado, não temos como injetar dinheiro na economia do Estado pela proibição após descumprimento da LRF. Temos que tirar o Estado da inadimplência, esse é nosso objetivo mais urgente. Por isso não podemos aumentar salário. Serão recadastrados servidores, para identificar irregularidades, para diminuir gastos. Esse recadastramento também ampliará a base de dados para usar melhor o servidor. O nosso foco é melhorar o atendimento sem necessariamente aumentar o número de servidores”, afirmou.

Concurso

“A nível de governo hoje não cabe contratação alguma. O que mais ocorre, é a contratação de terceirizados para que não haja descumprimento do limite com gasto de pessoal. O ideal é que o Estado tenha servidores estáveis e qualificados, pois a substituição de servidores gera um prejuízo imenso no serviço que é prestado. Estamos interessados em pensar em concurso público futuramente e que haja a valorização de servidores. A medida que a receita for melhorada sem causar prejuízo ao Estado, concursos e aumento de salários poderão ser feitos”, disse.

Trabalho

“Existe acima de tudo compromisso do governador e de sua equipe para que o Estado seja reorganizado. Além de formar alianças de governos federal, estadual e municipais na retomada do crescimento do Piauí", finalizou Francisco José.




Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar