Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Jornal Agora

Ataques em terreiros de umbanda preocupam autoridades em Teresina

Compartilhe
Google Whatsapp

Em Teresina estima-se que haja 410 terreiros registrados, fora aqueles sem registros, segundo o umbandista José Gualberto. A intolerância religiosa, no entanto, pode ser uma ameaça cruel ao direito assegurado para cada um. Em menos de 30 dias quatro terreiros de umbanda foram invadidos na capital, o que levanta a suspeita de que uma organização criminosa esteja realizando as depredações. Um dos terreiros chegou a ser queimado, e outros tiveram as imagens quebradas.

Na manhã desta terça-feira (11), ocorreu o lançamento do I Festival de Tambozeiro de Teresina, no Parque Lagoas do Norte. O evento, que acontece nos dias 29 e 30 de julho, e 05 e 06 de agosto, surge de uma urgente necessidade de valorizar a diversidade religiosa.

Ataques em terreiros de umbanda preocupam autoridades em Teresina
Ataques em terreiros de umbanda preocupam autoridades em Teresina

A intolerância religiosa está preocupando autoridades da capital. A diretora de um dos terreiros conta que encontrou o local bastante revirado. "Nós chegamos aqui e encontramos nossas imagens no chão, todas quebradas. A porta do templo estava quebrada, tudo revirado. Asa imagens foram misturadas, lá fora eles quebraram um vasilhame de vidro. O assalto em si eles teriam que ter levado alguma coisa, mas não levaram nada que representasse um assalto", contou.

Em três meses, segundo a diretora, foram três ataques. Em uma das ações, os criminosos chegaram a invadir o espaço das oferendas e fizeram uma verdadeira destruição.

A direção da casa resolveu colocar cadeados para garantir a proteção do espaço. Além desse caso, a Polícia Civil investiga outros três casos ocorridos em terreiros de religiões africanas.

Terreiro chegou a ser queimado em Teresina
Terreiro chegou a ser queimado em Teresina

O desafio da Delegacia de Direitos Humanos, que investiga as ocorrências, é saber se são casos isolados de furto ou atos de preconceito.

"Houve quatro invasões a terreiros de umbanda em toda a extensão da nossa cidade, bem como houve manifestão de ódio no Facebook. Então tudo isso está chamando atenção, porque podem ser crimes contra o patrimônio, como furto, ou também podem ser crimes de intolerância religiosa, como também, já que temos a previsão no Código Penal, que é o crime de destruir imagens. Porém, o contexto em que estamos vivendo é de intolerância, não só religiosa, mas também política e também outras e por isso nós estamos em estado de alerta", declarou Emir Maia, delegado de Direitos Humanos.

Emir Maia, delegado de Direitos Humanos (Crédito: Rede Meio Norte)
Emir Maia, delegado de Direitos Humanos (Crédito: Rede Meio Norte)



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se