Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

Everton Diego diz que PSOL não faz concessões para chegar ao poder

Compartilhe

Dando continuidade à série de entrevistas com os candidatos a prefeito de Teresina, o Jornal Agora recebeu, nesta sexta-feira (09),  o professor Everton Diego, representante do PSOL que concorre na capital. 

O candidato iniciou a entrevista respondendo a um questionamento sobre o motivo de os partidos de esquerda não se unirem para concorrer à Prefeitura de Teresina com mais chances, já que teriam mais tempo de TV. 

Everton Diego explicou que embora os partidos façam parte do mesmo espectro político, não defendem necessariamente as mesmas bandeiras. Segundo ele,"as candidaturas da esquerda apresentam alternativas de sociedade diferentes”. 

O candidato defendeu uma maior participação popular na gestão pública, ampliando a atuação dos conselhos de saúde e educação, além da discussão de todo o orçamento da cidade com a população e não somente pelo Orçamento Popular, com é feito na atual conjuntura. 

Questionado sobre a possibilidade de que o PSOL se corrompa caso chegue ao poder ou se desvie de sua ideologia, o candidato refutou e afirmou que na Câmara Federal os representantes do partido não foram denunciados em nenhum escândalo de corrupção. 

"O PSOL tem seis deputados na bancada federal, que saão extremamente atuantes e participativos, além de não estarem envolvidos em escândalos, não apareceram em nenhuma das listas de investigados. Então já podemos dizer que conseguimos chegar ao poder e nos manter firmes em nossos princípios”, afirmou o candidato. 

Everton Diego ainda elencou as diferenças do PSOL para o PT na busca por representatividade. 

"Nós não fazemos as concessões que o PT fez para chegar ao poder, não queremos chegar ao poder pelo poder. Quando a gente decide não coligar com partidos da ordem, apesar das implicações, mostramos que preferimos o caminho mais longo, mas seguindo naquilo que acreditamos. Não vamos nos desviar para chegar ao poder e depois para se manter como fez o PT, na política de coalizão e que depois acabou sendo escorraçado pelos proprios partidos que compunham a alianca que fizeram”, disse. 

O candidato do PSOL afirmou que em um eventual mandato irá fazer uma auditoria pública nas contas do município para que a população da cidade conheça a realidade orçamentária da cidade. 

"A Firjan aponta a saúde financeira de Teresina como uma das piores do país, muito prior que em 2013. Precisamos de uma auditoria pública para que a população tenha conhecimento da situação financeira do município e possa saber o que pode ser feito e o que não”, afirmou Everton Diego. 

Everton Diego (PSOL) foi o candidato entrevistado desta sexta-feira (09) no Agora (Crédito: Efrém Ribeiro)
Everton Diego (PSOL) foi o candidato entrevistado desta sexta-feira (09) no Agora (Crédito: Efrém Ribeiro)
Everton Diego (PSOL) foi o candidato entrevistado desta sexta-feira (09) no Agora (Crédito: Efrém Ribeiro)




Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar