Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

"Fraude nas cotas femininas causou votações zeradas", diz Margarete

Compartilhe

A vice-governadora Margarete Coelho esteve no programa Agora nesta terça-feira(8). Ela destacou a participação das mulheres nas últimas eleições. Houve um avanço nesse sentido, a partir da eleição de Dilma para presidente do Brasil, da primeira vice-governadora do Piauí, no caso, Margarete Coelho, o surgimento de uma representação expressiva na Assembléia Legislativa e na Câmara Municipal de Teresina.

O fato de muitas candidaturas terem aparecido com suas votações zeradas nas últimas eleições, colocou em discussão o real valor ou sentido da participação feminina. 

Segundo ela, é um tema muito sensível.

"As candidaturas laranjas devem ser apuradas e foram colocadas com clareza nas discussões. Desde que foi criada a cota para candidaturas femininas, aumentaram as votações zeradas. A legislação dizia que eram 30 vagas para deputado estadual, com isso eram 30 candidatos que cada partido podia lançar e as mulheres ficavam sempre de fora por causa disso. Não tínhamos instrumentos jurídicos no Brasil para tratar desse assunto sensível e combater a fraude contra a cota das mulheres. Agora , os partidos não têm aberto suas portas para as mulheres participarem ativamente. As mulheres que se candidatam, em sua maioria, são mulheres que não fizeram campanha, não abriram contas e nem tiveram material de campanha. Muitas delas são parentes de um certo candidato. Na verdade, ficam a serviço de candidaturas masculinas. As mulheres competitivas não estão chegando a se  candidatarem. Isso caracteriza uma fraude. A causa disso é a fraude nas cotas das mulheres que proporciona isso que vem acontecendo nas eleições", pontuou Margarete.