Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

Homem que matou irmãos em Barras é morto com tiro no abdômen em Caxias - MA

Compartilhe

O homicida Francisco José da Silva Oliveira, conhecido por Canário, de 30 anos, que durante o carnaval deste ano, matou dois irmãos na cidade de Barras-PI, a 119 km da Capital do Piauí (Teresina) foi morto com um tiro no abdômen em uma residência na Rua Aluísio Lobo, no Bairro São Francisco, na cidade de Caxias-MA, que fica a 70 km de Teresina.

O crime ocorreu por volta das 4 horas da madrugada deste domingo (29). Canário era procurado pela Polícia do Piauí, por ser acusado de vários crimes no Estado. Segundo a Polícia de Caxias, Canário foi morto por um comparsa, que está foragido. Uma mulher que estava na casa onde Canário foi assassinado também foi atingida com um tiro no joelho e foi levada para o HGM, mas não corre risco de morte.

A equipe de investigação da Polícia Civil de Caxias, comandada pelo delegado regional Jair Paiva, está trabalhando para identificar e prender o suspeito do homicídio, bem como elucidar todo o caso. Canário era fugitivo da Colônia Agrícola Penal Major Cesar Oliveira, em Altos-PI, desde o mês de dezembro de 2014, quando ele em companhia de outros dois detentos identificados por Wanderson Feitosa Carvalho (Gurugita) e José Wilson Campos de Oliveira, conseguiram serrar as grades e fugir.

Contra Canário pesam vários processos. Ele havia sido sentenciado a 60 anos de reclusão por homicídio. Já na condição de foragido, ele cometeu mais dois assassinatos em pleno Carnaval de Barras-PI, na madrugada do dia 16 de fevereiro de 2015, quando executou a tiros, o cigano Antônio Marcos da Conceição e o seu irmão Francisco Lustosa, que eram naturais de Piripiri-PI.

Outras duas pessoas, entre elas uma criança ficaram feridas durante esta ocorrência na cidade de Barras-PI, aonde Canário chegou a trocar tiros com os policiais utilizando duas armas, conseguindo na época, escapar do cerco policial. O delegado Willame informou que Canário havia alugado uma casa na cidade de Caxias com mais uma pessoa e na madrugada de sábado tiveram uma discussão, que resultou no seu assassinato. (Informações: Saraiva Repórter)






Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar