Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

OAB-PI discute aglutinação de comarcas no Piauí

Compartilhe

Dirigentes da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, estiveram reunidos nesta sexta-feira (08), em audiência pública para discutir a possível agregação de Comarcas que está sendo proposta pelo Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI).

O encontro contou com a presença de advogados e gestores das cidades que serão afetadas pela mudança. 

O prefeito de Porto, Manin Geronço, cidade que pela proposta irá agregar as comarcas de Nossa Senhora dos Remédios e Campo Largo, na região norte, defende a medida."É viável. O país precisa dessa reorganização, política e administrativa", afirmou. 

Já o prefeito de Barro Duro, no Médio Parnaíba, é contra a medida já que, segundo ele, a população mais necessitada é a que irá mais sofrer com a decisão. "Fica muito difícil, principalmente para a população pobre, até pelo deslocamento" destacou. 

De acordo com o presidente da OAB-PI, Chico Lucas, o modelo atual de distribuição das comarcas não é éficaz, já que a Justiça chega a diversos pontos do Estado, mas, não chega de maneira efetiva.

"O que a gente precisa discutir é: será que não seria mais interessante percorrer uma distância um pouco maior, mas, de fato, encontratar um Judiciário que funcione os dois turnos, e, diga-se de passagem, isso é uma de nossas ressalvas, que toda a economia que por ventura seja acarretada com essa aglutinação que seja revertida para que o Judiciário funcione nos dois turnos", afirmou o presidente da OAB-PI.