Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

Petista defende nome de consenso na disputa pelo diretório municipal

Compartilhe

A edição do quadro Jogo do Poder, do programa Agora, desta sexta-feira (05), foi composto pelos jornalistas Amadeu Campos,  Arimatea Carvalho, Ananias Ribeiro, Sávia Barreto e a professora Lourdes Melo, que participou como convidado. Durante esta semana, na ausência de Efrem Ribeiro, Amadeu Campos convidou algumas personalidades para compor o quadro. Durante o programa, os profissionais explanaram os principais pontos dos bastidores da política local e nacional.           

O vereador Dudu falou com a equipe do Jogo do Poder e disse que o apoio de seu grupo está fechado em torno do nome do deputado Magalhães, na disputa pelo diretório municipal. "Fechamos com o grupo do deputado Magalhães, ele é o nosso candidato à presidência do Diretório Municipal do PT, fechamos com o vereador Deolindo e Daniel Oliveira e vamos agora avançar na construção e trazer para este campo o vereador Paixão, para que estejamos juntos encampando esta estratégia de ter, a partir do ano que vem, um PT que faça o debate sem querer ter um lado, queremos um PT pacificado. O PT é livre, se a Rosário (Bezerra) for candidata ou outro nome, em Teresina, tudo bem, mas o nosso time está unificado em torno do nome do Magalhães em Teresina. Consenso é balela, só se for na disputa entre eles, com a gente já está definido. Conversei com o governador Wellington Dias, ele é a maior expressão política do Piauí e uma das maiores do Brasil hoje, mas o voto dele no PT é igual ao do Seu Zé. Então vou pedir voto para ele, inclusive ele é eleitor de Teresina. Ele é da corrente do Assis, mas tem muita gente desta corrente que hoje percebe que é necessário que a gente faça estes encaminhamentos que estou dizendo que vou construir com ele. O voto de patente no PT não existe", disse.

Já o suplente de deputado estadual, João de Deus, diz que o ideal é que haja consenso e cita como possíveis nomes para a disputa o de Marcelino Fonteles e Rosário Bezerra. "Existem vários nomes se colocando como pretensos candidatos, o que estamos buscamos é o entendimento de um nome consensual. Tem o professor Marcelino Fonteles, que preside hoje a Frente Piauí Popular, como nome alternativo; o nome da Rosário Bezerra. E estamos construir em torno destas alternativas um nome que possa ser consenso, pensando nas eleições de 2020. Se a gente tem uma disputa interna nós vamos dificultar o processo eleitoral de 2020 e vamos perder energia com nós mesmos", disse.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar