Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Jornal Agora

PI: Número de assassinatos de mulheres cresce 65% em cinco anos

Compartilhe
Google Whatsapp

O número de assassinatos de mulheres cresceu 65% em cinco anos no Piauí. Os dados são do Instituto de Pesquisa Econômica Ampliada (Ipea) e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. No domingo (04), uma mulher identificada como Rosielma Sousa foi morta a tiros pelo ex-companheiro no centro da cidade de Curral Novo, na região Sudeste do Piauí. 

A delegada Eugênia Villa, diretora de Gestão Interna da Secretaria da Segurança Pública do Piauí, durante entrevista ao vivo no Agora da Rede Meio Norte, falou sobre os dados alarmantes e informou o que pode ser feito para diminuir os casos de violência contra a mulher.

Delegada Eugênia Villa (Crédito: Rede Meio Norte)
Delegada Eugênia Villa (Crédito: Rede Meio Norte)


“A única formula de nós atuarmos dentro da casa, de uma residência: a polícia só entra depois que ocorre o crime e isso é fato, com ordem judicial ou em flagrante de delito e por conta disso o secretário Fábio Abreu criou o aplicativo Salve Maria, disponível para todas as mulheres. Com o aplicativo, você tem o Botão do Panico, as mulheres, os vizinhos poderão alerta a polícia naquele momento do cometimento da violência e nós já temos resultado do Salve Maria. Nós, inclusive, já descobrimos que quem aperta o Botão do Pânico é o vizinho, a vizinha. Quero aqui valorizar o trabalho da Polícia Militar, pois todas as ocorrências estão sendo assistidas', afirmou.

Segundo a delegada, o aplicativo está possibilitando trabalho de prevenção e evitando tragédias maiores. “Quando a polícia chega lá, na casa, a violência cessa e a gente não consegue saber o local exato da violência, quer dizer, na hora em que o agressor ouve a sirene da polícia, vai cessar a violência”, explicou.

Para Eugênia Villa, o medo de denunciar continua sendo o principal problema. “Contribuí demais para o aumento desses dados e aqui vai novamente uma mensagem para as mulheres: o silêncio está matando. Nós verificamos que nos inquéritos policiais dos feminicidios que mais de 80% delas sofreram violências anteriores e nunca se dirigiram a uma autoridade policial”, enfatizou.

Entre os anos de 2010 e 2015, o Piauí registrou acúmulo de 54% em homicídios, sendo que a partir de 2015 a taxa reduziu 9,6% em relação ao ano anterior. Foram registrados 20,3 homicídios por cada 100 mil habitantes em 2015, contra 22,4 em 2014.De acordo com a publicação, o Piauí foi o estado em 2015 com a menor taxa de homicídios entre as 27 unidades da Federação.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se