Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

Robert Rios diz que o Brasil precisa de uma faxina de votos

Compartilhe

Nesta segunda-feira (17), o deputado estadual Robert Rios (PDT) esteve no Jornal Agora para comentar as novas polêmicas envolvendo políticos brasileiros reveladas na delação dos executivos da Odebrecht. De acordo com o parlamentar, o Brasil está moralmente destruído com os constantes casos de corrupção. 

"O Brasil está sob escombros da moral, o país está moralmente destruído e isso hoje atinge a classe política, mas, amanhã outros setores da vida nacional também serão atingidos”, disse Robert Rios. 

Deputado estadual Robert Rios (Crédito: Efrém Ribeiro)
Deputado estadual Robert Rios (Crédito: Efrém Ribeiro)

O deputado estadual destaca que, apesar de todas as ações da Lava Jato, muitos dos políticos citados nas investigações serão reeleitos nas eleições do ano que vem. Robert Rios ainda ressaltou que pessoas decentes têm dificuldades para ingressarem na política atualmente.

"Se tudo isso que está fazendo a Lava Jato for suficiente para consertar país, teria valido a pena, seria ótimo para o Brasil. Mas, eu imagino que em 2018 vai ser um ano eleitoral e os mesmos que estão envolvidos aí, se estiverem soltos, serão tranquilamente eleitos, porque o colégio de eleitores é o mesmo, isso é a foto do Brasil. Eu estou vendo poucas pessoas de bem no Piauí, descentes, acreditadas que não pertecem a grupos políticos que estejam dizendo que irão entrar na política, até porque os decentes que entram na política não têm sucesso”, disse.

Deputado estadual Robert Rios (Crédito: Efrém Ribeiro)
Deputado estadual Robert Rios (Crédito: Efrém Ribeiro)

Robert Rios defende que o novo presidente do país seja alguém que não esteja contaminado pela política e destacou que o Brasil precisa passar por uma “faxina de votos”.

"Nós estamos precisando agora de alguém que não tenha passado pela contaminação da política, não adianta você colocar um presidente e no dia seguinte ter um monte escândalos em torno dele. Eu espero que o Brasil passe por uma faxina de votos, não basta o Moro, a Polícia Federal e o MPF, é preciso que o eleitor se manifeste também, que o movimento de rua seja mais orgânico”, disse.