Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

Wellington Dias irá ao Ceará para tratar de áreas de litígio

Compartilhe

Como parte das comemorações alusivas ao 194º aniversário da adesão do Piauí à Independência do Brasil, o governador Wellington Dias e sua equipe de secretários despacharam durante os últimos dois dias na cidade de Oeiras, primeira capital do estado. 

Ao Agora, o governador Wellington Dias falou sobre o simbolismo da transferência da sede do poder executivo estadual para a cidade, que teve participação decisiva no processo de independência do Piauí.

"É um momento que marca na história do Piauí os 194 anos da Independência e os 300 anos da emancipação de Oeiras. O objetivo é sempre esse, fazer obras, programas para melhorar a qualidade de vida, melhorar a educação e para fazer crescer a economia e a renda e essa foi uma oportunidade também de tratarmos dos temas relacionados à essa região”, afirmou Wellington. 

Governador Wellington Dias (Crédito: Reprodução)
Governador Wellington Dias (Crédito: Reprodução)

O governador ainda ressaltou a importância da participação do Judiciário e do Ministério Público nas ações em Oeiras. 

"Estou convencido de que neste momento que a gente vive, essa harmonia, essa capacidade de todo mundo, com o pouco que tem, direcionar para fazer mais investimentos ela é a grande saída para enfrentarmos as dificuldades previstas para 2017”, afirmou.

Wellington Dias ainda destacou que irá à Fortaleza na quarta-feira (25), para tratar com o governador do Ceará, Camilo Santana, sobre as áreas de litígios entre os dois estados.  

"Eu estou indo a Sao Raimundo Nonato, nesta quarta-feira, para celebrar um termo de parceria com o governo federal que garante uma maior segurança na gestão do parque. Em seguida, vou a Fortaleza onde, em uma agenda com o governador Camilo, nós vamos estar acertando as premissas para o acordo sobre essas áreas de litígio entre o Piauí e o Ceará”, finalizou.