Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Jornal Agora

Wellington Dias irá ao TCU para conseguir liberação de empréstimo

Compartilhe

Em entrevista ao Jogo do Poder nesta quinta-feira (03),  o governador Wellington Dias refirmou que vai lutar pela liberação do empréstimo de R$ 315 milhões. Com viagem agendada para a Europa, Wellinton adiou o compromisso para comparecer ao Tribunal de Contas da União devido a não liberação dos R$ 315 milhões da segunda parcela do primeiro empréstimo de R$ 600 mi, solicitado ano passado.  A primeira parcela paga foi no valor de R$ 307 mi. 

“No caso nós temos um trabalho muito forte para claramente impedir que recursos cheguem para investimentos no Piauí, ou seja, Tribunal de Contas da União, Tribunal de Contas do Estado, Justiça Federal, Justiça Estadual, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Conselho de Administração da Caixa e em todos eles qual é o pedido: não liberar, não liberar", questionou. 

Wellington Dias  (Crédito: Rede Meio Norte)
Wellington Dias (Crédito: Rede Meio Norte)

De acordo com o governador,  muitas obras estão sendo prejudicadas devido a não liberação da segunda parcela.  "Ou seja, isso tem causado sérios prejuízos, obras que paralisaram e que vai ter um custo, quem que vai pagar? Quem vai pagar quando a gente retornar essas obras? Normalmente em 10%, e estou falando  de um empréstimo de R$ 315 mi, então elas vão custar R$ 30 mi provavelmente em custo pela paralização. Tem uma decisão do Supremo Tribunal Federal, a maior instância julgadora no arcabouço jurídico brasileiro dizendo que para pagar, então Caixa apresente seu cronograma, a Caixa já apresentou e acabe agora homologar a decisão sobre essa liberação”, comentou. 

O deputado Rodrigo Martins concedeu entrevista afirmando que entrou com uma ação no Tribunal de Contas da União para não liberar os R$ 315 milhões. 

“Na verdade nos fizemos uma denúncia pedido uma liminar cautelar, pedindo que esses recursos só fossem liberados depois que a Caixa Econômica Federal fiscalizasse e comprovasse a real aplicação dos recursos nas obras previstas. Por isso, de uma maneira coerente, essa liminar foi deferida pelo Plenário se não me falha a memória.O nosso pedido foi em relação a segunda parcela do primeiro empréstimo, no entanto, a cautelar que saiu ontem diz respeito dos dois empréstimo. É preciso primeiro que a gente trate as coisas com muita transparência, nós estamos aqui tratando de recursos federais, recursos que foram emprestados pela Caixa Econômica para que obras sejam feitas. O governo precisa realmente prestar contas desse dinheiro se foi ou se não foi. Se o Piauí hoje recebeu ou deixa de receber parte desses recursos porque a primeira parcela já saiu. O maior responsável por isso é o próprio Estado que não está fazendo as obras previstas. Se você for verificar o plano de trabalho das obras que estão previstas, as obras nem se quer iniciou”, afirmou. 

Bastidores da Política

A escolha do vice é o principal impasse em todas as pré-candidaturas ao governo. A não definição de quem será vice na chapa de Wellinton Dias está causando insatisfação na base aliada do governo.  Para o PDT, a indefinição de W.Dias fortalece o partido.

Acontece hoje o encontro de lideranças políticas promovido pelo Solidariedade. Conforme anunciado, Dr. Pessoa deve sair candidato ao Senado Federal e Elmano Férrer ao Governo. No entanto, uma pesquisa encomendada pelo empresário e ex-senador João Vicente Claudino pode mudar o rumo das decisões já tomadas antecipadamente. 

Segundo apurou Samantha Cavalca  em Brasília, caso Dr. Pessoa esteja bem colocado na pesquisa, o médico poderá sair candidato ao cargo de governador. A equipe de Dr. Pessoa nega tal afirmação, mas nos bastidores existe essa forte especulação.  A escolha da vice também está indefinida.

O senador Emalo Férrer reafirmou ao Jogo do Poder sua pré-candidatura ao governo. “Ela está posta desde o dia 07 do mês passado, abril, quando nós optamos por migrar do MDB para o Podemos. Então a candidatura está posta”, afirmou. 

Na semana passada, João Vicente confirmou  com exclusividade ao Jogo do Poder que sairá candidato ao governo. Questionado sobre  a candidatura de JVC, que deve ser anunciada até o dia 15, Elmano disse que ainda não conversou com o empresário sobre o assunto. 

“Ainda não conversei com o João Vicente depois que estive com ele na sexta-feira passada, então não tenho conversado com ele e vamos nos encontrar novamente amanhã sexta-feira.Nós temos conversado muito sobre esse processo eleitoral, inclusive entendimentos sempre somáticos; e temos conversado também sobre desenvolvimento. Ontem mesmo estivemos lá no Ministério dos Transportes para tratar sobre uma emenda nossa de R$ 70 milhões, que nós destinamos para duplicação da BR-316, e no contorno rodoviário de Teresina, onde vamos fazer dois grandes importantes viadutos. O ano passado, o governo do estado fez um empréstimo, inclusive aprovado de R$ 600 mi, e outro de R$ 300 mi que esta com um problema com as normas da Caixa Econômica e relacionada com a prestação de contas, inclusive com relatórios pareces do Tribunal de Contas”, disse. 


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar