Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Bom Dia Meio Norte

Conselho diz que homem preso é delegado dos detetives

Compartilhe
Google Whatsapp

O Conselho Estadual de Detetives reagiu a prisão de Afonso Soares Brandão Júnior, que se apresentava como delegado da Polícia Civil. De acordo com o Conselho, o homem é delegado, mas dos detetives. 

É o que informa o inspetor Dr. Abílio. “‘Ele é delegado regional dos Conselhos dos Detetives do Estado do Piauí. Delegado de Polícia Civil é uma coisa, delegado do CEDAIC é outra história. O delegado do Conselho é um delegado que recebe determinações para delegar poderes sobre os investigadores. Inclusive quero até acrescentar para a sociedade em geral que O CEDAIC é uma instituição construída na formalidade da lei, não agimos aleatoriamente, somos credenciados pela lei, que da legitimidade de nós exercemos a nossa função em qualquer estado do Brasil”, declarou.

Sobre a função de um delegado dos detetives, Abílio declarou que é um trabalho de fiscalização. “Ele trabalha na fiscalização dos detetives filiados, um detetive está com seis meses fora do Conselho, a gente chama o delegado pedindo para ele localizar os investigadores que estão ausentes, esse é o trabalho dele, ver por que, o que está acontecendo, e trazer a solução para o Conselho”, explicou acrescentando que o detetive não pode ter arma de fogo, objeto que foi encontrado com Afonso no momento da prisão. 

Ao ser procurado, o delegado Thales Gomes, coordenador do Greco, afirmou que o acusado já responde a dois processos criminais. 

“Os detetives são um grupo de pessoas que desenvolvem um trabalho regulamentado por lei chefiado pelo Abilio, infelizmente lá tem um sujeito que já tem dois procedimentos criminais aqui em Teresina, um por estar de posse de um carro clonado, de alto valor e também por já ter sido preso por violência doméstica. O que chegou para nós, o que motivou o mandado de busca e apreensão foi a informação que ele se passava por delegado de policia, tem fotos em redes sociais que tem ele de colete, um distintivo que aparece só o nome delegado e uma arma no colete. Um detetive que é para andar de forma velada anda se expondo dessa forma em rede social? Ele está querendo se passar como policial. Ele abordava as pessoas como policial, foi feito uma diligência ontem, ele recebeu a gente com uma pistola na cintura e foi prontamente dominado”, disse. 

Inspetor Abílio


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se