Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Bom Dia Meio Norte

Amadeu Campos se defende de acusações do passado: "Injustiça"

Compartilhe

Na manhã desta segunda-feira (13/06), o programa Bom Dia Meio Norte recebeu em seus estúdios o pré-candidato do PTB a Prefeitura de Teresina, Amadeu Campos, que falou sobre a divergência da ala do PT, principalmente das mulheres, contra o apoio do partido a sua pré-candidatura.

“É natural que essas coisas ocorram porque estamos vivendo na democracia e o PT é o partido de larga tradição democrática, as decisões são tomadas com a participação de todos, é a primeira vez que eu estou participando de eleições e é a primeira vez que eu sou filiado, mas se você perceber em todas as suas eleições o PT tem as suas divergências internas que são naturais porque os pensamentos são diferentes mas quando converge para uma direção o partido vai junto então é isso que eu acho que vai acontecer”, declarou.

O jornalista afirmou ainda que recebeu o apoio da vereadora Rosário Bezerra (PT): “Eu tive uma conversa com a vereadora Rosário Bezerra e ela defende a minha pré-candidatura, aceita que o partido marche junto comigo. Ela justamente me disse que é importante que essa construção seja de todos do partido e é o que eu defendo, é uma oportunidade para que tudo seja esclarecido, quem está numa disputa do cargo mais importante da capital não tem que deixar nada pendente”, afirmou.

Sobre as polêmicas envolvendo seu nome, Amadeu Campos, fez questão de esclarecer: “Isso foi um problema que aconteceu comigo no ano de 1999, são 17 anos, eu fui chantageado por um agente policial, não cedi a essa chantagem e acabei recebendo uma denuncia caluniosa, isso foi durante quatro meses um sofrimento mais do que para mim mais para minha família, você ser injustiçado é uma dor grande, até que quatro meses depois a Justiça me deu a inocência, com parecer favorável do Ministério Público e aquilo para mim foi um momento de alívio porque em 2011 eu sofri o acidente que me deixou paraplégico, eu fiquei 48 horas entre a vida e a morte mas Deus me deu oportunidade de uma vida nova em cima dessa cadeira olhando as coisas de outro ângulo, aquele foi o momento de dor da minha vida mas eu sofri tanto em 2011 quanto eu havia sofrido em 1999. Para mim serve para que eu experimente a sensação de que é importante que todos lutem contra a injustiça, é uma dor grande mas a gente supera, de tudo a gente pode tirar coisas boas”, disse o pré-candidato.

Amadeu Campos (Crédito: Reprodução)
Amadeu Campos (Crédito: Reprodução)



Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar