Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
Bom Dia Meio Norte

Duas explosões no final de semana: Saiba como agir em casos de vazamento de gás

Compartilhe

Dois casos de explosões após vazamento de gás foram registrados em Teresina durante o final de semana. No sábado pela manhã uma explosão destruiu um apartamento no conjunto residencial Bem Viver 2,  no conjunto Morada Nova, na zona Sul de Teresina. Já durante a tarde, a residência da coordenadora do Lar da Esperança, Graça Cordeiro, na rua Mercúrio, no bairro Satélite, na zona Leste de Teresina, sofreu uma explosão também por causa do vazamento de gás de cozinha, vindo a destruir todo o local.

Em entrevista, o tenente coronel José Veloso, do Corpo de Bombeiros explicou a diferença de um gás canalizado e o gás de cozinha. 

“O gás canalizado tem um perfil de ter uma central, todo o armazenamento de gás da edificação fica em uma central de gás e isso permite que eu tenha um controle remoto, então nessa própria central fecha o registro, ele corta o fornecimento de toda a edificação, diferentemente quando tem uma situação do cilindro do botijão de gás de 13kg que fica em cada unidade habitacional, em cada apartamento e isso cria uma dificuldade a mais se houver uma expansão desse incêndio, ele vai ter em cada apartamento uma fonte de combustível que se torna perigoso no caso do incêndio”, declarou.


Segundo o tenente, os cuidados devem começar na instalação. “A gente precisa observar algumas questões relacionadas a instalação em si e a outras relacionadas aos procedimentos, a instalação a gente tem que visualizar que primeiro esse registro tem uma data de validade assim como a mangueira, inclusive na própria mangueira vem a data de vencimento então a pessoa que vai fazer a instalação tem que verificar essa condição, não é qualquer mangueira, não posso pegar uma mangueira de jardim e colocar, como a gente já chegou a visualizar em alguns ambientes”, disse. 

Sobre os cuidados, o coronel do Corpo de Bombeiros declarou. “Temos duas situações: a de incêndio e a de vazamento. A de incêndio, que é o fogo em si, é uma situação até mais favorável diga-se de passagem, o gás vazando é mais perigoso do que o botijão pegando fogo porque quando eu tenho um vazamento de gás cria um bolsão, uma piscina, o seu ambiente todo vai se transformar em uma piscina e vai penetrando no ambiente, ao encontrar uma centelha ele vai incendiar todo ambiente que tiver esse gás, a roupa que a gente está vestindo fica impregnada e a própria pessoa começa a pegar fogo, nesse caso a recomendação é que você abra todas as portas e janelas com cautela porque até o simples atrito de uma porta de uma janela, não pode acontecer. Acender ou apagar uma lâmpada também não pode acontecer, ou você entra com o ambiente já ligado ou você não vai fazer nenhum movimento nesse sentido, então um detalhe faz a diferença”, afirmou o tenente acrescentando que a perícia tem 30 dias para apontar a verdadeira causa sobre os incêndios do final de semana.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar